4 de jul de 2011

SOS PIRAMBU: Lixo invade ruas da cidade e revolta moradores e turistas

Enquanto isso, procurado por moradores e turistas, secretário Antônio Góis não se encontra na cidade para explicar o inexplicável
Por Claudomir Tavares * | claudomir21@bol.com.br

Pirambu: de paraíso do ecoturismo, a paraíso do lixo em Sergipe

A sede do município de Pirambu que já foi um exemplo de cidade limpa, com coleta diária, garis estrategicamente distribuídas em todos os bairros e povoados, tem que conviver na atual administração – diariamente e principalmente aos finais de semana – com toneladas de lixo espalhados por vários pontos desde os bairros periféricos até aqueles considerados da classe média. Nestes últimos finais de semana prolongados com os festejos juninos, por exemplo, só para variar, quando diversos visitantes estavam neste “paraíso”, tiveram o desprazer de se deparar com este cenário que está virando cartão postal ao contrário.

Procurado por moradores da comunidade e até por turistas, o secretário municipal de Obras e Urbanismo, senhor Antônio Góis, o mesmo não se encontrava na cidade para explicar o inexplicável. O empresário Rui Bolivar disse que também procurou o secretário, mas não o encontrou. “Então procurei o vereador Juarez Alves, presidente da Câmara e líder do prefeito de fato, foi quando este disse que não poderia fazer nada e que eu procurasse a imprensa para denunciar”, revelou o proprietário do Restaurante Pirambeleza.

A psicóloga Maria do Rosário, da cidade paulista de Taubaté, que já visitou a cidade em outros tempos revelou-se surpresa. “Estive aqui em outros tempos e a cidade era um cartão postal. Mas parece que foi tomada por um fuçarão, tsunami ou erupção vulcânica”, indignou-se. Tentamos junto a outros organismos da administração, mas estes, como prefeito, vice-prefeito e quase a totalidade do secretariado não reside em Pirambu ou visitam a cidade apenas em alguns dias úteis, passando os demais e todos os finais de semana em suas cidades, aliás, onde gastam os vultosos salários ganhos dos cofres públicos deste sangrado (eu falei sangrado, mas poderia ser sagrado mesmo) município.

A administração do prefeito José Nilton de Souza (PMDB), considerada a pior de todos os tempos em quase 48 anos de emancipação política (46 deles de vida administrativa), tem se superado em promoção do caos absoluto e a secretaria de Obras tem sido um exemplo sintomático: que diga os quase 10 mil habitantes deste abençoado recanto abandonado de Sergipe. Com a palavra o secretário ou quem quiser se pronunciar pela administração (espaço que generosamente temos cedido ao longo destes 30 meses de administração apelidada de “rabo-de-cavalo”).

* Claudomir Tavares (42), professor concursado da rede pública municipal em Pirambu, estadual em Propriá e do Pré-Universitário (SEED). Licenciado em História, com aperfeiçoamento e especialização em Gestão de Recursos Hídricos (todos pela UFS), especialização em Metodologia do Ensino Superior (Faculdade São Luiz de França) e Mestrando em Ciências da Educação (Universidad San Carlos). Críticas e sugestões são valiosas: claudomir21@bol.com.br (79) 9917.0510!
Comente esta matéria | Clique aqui...

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS