22 de dez de 2010

Caminhadas: mais úteis que academias

Nos últimos anos tem se proliferado as academias em cidades como Propriá e Japaratuba. A frequencia de pessoas que procuram estes espaços para malhar é cada vez mais crescente.


Para que estas academias pudessem cuprir com suas funções sociais e atender plenamente os requisitos de atender os seus clientes, estas deveriam seguir algumas regras fundamentais, elementares, como exigir um exame médico básico de seus clientes e manter no local um profissional de Educação Física - não os fazem.

Especialistas no assunto não se posicionam conra as academias nem a relevância dos seus serviços, mas questionam a precarização dos mesmos, pois muitas delas funcionam com momitores, que não obstante as melhores intenções (e destas o Inferno está cheio), estes não estariam preparados para uma situação de risco que precisasse de uma intervenção.

As caminhadas (a divergência stá no horário, se matutinas ou vespertinas) segundo estes especialistas consultados, são os meios mais recomendados e os resultados mais consistentes, dizem.

Assim, ponto para aqueles que diariamente são saudados pela Tribuna da Praia nas ruas, avenidas e rodovias de Pirambu, Propriá e Japaratuba.

Por Claudomir Tavares (via celular)

Tartarugas são atrações na praia de Pirambu

A temporada 2010-2011 (setembro a março) de desova das tartarugas marinhas em Pirambu reservou uma novidade: é que o Projeto Tamar, responsável pela preservação das espécies desde 1980 decidiu manter os ovos depositados pelos quelônios em seus próprios ninhos localizados no longo dos km's 1 e 2 (da foz do Rio Japaratuba a sede da Reserva Biológica de Santa Isabel), ao invés de levá-los ao cercado na sede do Projeto.


A quantidade de ninhos tem despertado a atenção de turistas, mas o que poderia constituir em uma curiosidade por parte deste contingente de pessoas qe visitam Pirambu neste período, pode constituir-se em uma ameaça ao livre e natural ciclo de vida dos simpáticos, símbolo de Pirambu no mundo.

Segundo Rui Bolivar, proprietário do Restaurante Pirambeleza, "a manutenção dos ovos em ninhos de desova consolida uma parceria tartaruga-turista", disse. O que deveria ser coibido era o trânsito de veículos na areia da praia, um atentado, transgressão a Lei dos Crimes Ambientais", acrescenta.

"A intenção do Projeto (Tamar) em deixar os ovos no local tem o objetivo de sensibilizar o turista para a necessidade de respeitar a Lei da Natureza e não de atrai-los ao local", justifica Adriano Henrique, funcionário da Fundação Pro-Tamar.

Sobre a circulação de veículos na praia de Pirambu, este portal defende a formação de uma força-tarefa envovendo Projeto Tamar, Prefeitura de Pirambu, Pelotão Ambiental, Polícia de Trânsito, entre outros órgãos que possam ser recrutados para esta árdua, necessária e premente tarefa.

Por Claudomir Tavares (via celular)

18 de dez de 2010

Os 38 anos do Santos Futebol Clube (Pirambu)

O Santos Futebol Clube, um dos mais tradicioais de Pirambu, ficou mais velho na última quarta-feira, 15 de dezembro.

Fundado em 1972, o glorioso alvi-negro praiano do litoral Norte de Sergipe completou 38 anos, sendo aquele que ao longo de sua trajetória acumulou o maior volume de vitórias e títulos (torneios e campeonatos) memoráveis (o que lhe valeu o apelido de papa-torneio), como o bi-campeonato municipal de 1988 e 1989, entre outros, quase sempre sobre seu maior rival, o Guarany Futebol Clube, fundado em 25/05/1969.

O Santos protagonizou momentos de grande relevância em nosso esporte, quando nas décadas de 80 e 90 (século XX) polarizava as alternâncias intercalados com o surgimento de equipes e ascensão daquelas já existentes, também importantes, como Pirambuense (campeão de 1991), Internacional (campeão de 1995) e mais recentemente o Santa Cruz (campeão de 2009) e o Goiás, atual campeão municipal 2010 de futebol.

Parabéns a todos que de forma direta ou indiretamente contribuíram para o sucesso desta epopéia que tem sido a trajetória do Santos, o clube mais popular do futebol pirambuense. Segue uma relação em aberto:

- João Vieira Nunes (João Cacetão)
- Antônio Vieira Nunes/Tonho Grande
- Francisco Dias da Cruz/Quinho
- Antônio Constantino da Silva
- Wilson dos Santos Cruz/Piasa
- Wilson das Virgens/Tedoro
- José dos Santos/Patola
- José Dias da Cruz/Gaucho
- Rubens Oliveira Bastos/Exator
- João Carlos Menezes de Carvalho/Carlos de Cita
- Davi Oliveira
- Heribaldo Correia de Carvalho/Badinho

E tantos outros que ao citá-los cometemos o pecado involuntário de omitir seus nomes.

Por Claudomir Tavares (via celular).

PT completou 25 anos em Pirambu

Fundado através de iniciativa do professor Claudomir Tavares da Silva, a época estudante secundarista, em 14 de Novembro de 1985, o PT completou 25 anos de instalado em Pirambu na última terça-feira.


Atualmente é um dos partidos mais importantes da política local, tendo inclusive disputado a eleição municipal de 2008, quando Vado de Gago perdeu a prefeitura por apenas 121 votos disputando contra o poder econômico e as máquinas municipal e estadual.

Ao longo de sua História, o partido esteve presente em lutas sindicais, estudantis e populares. Elegeu seu primeiro vereador em 2000 (Tonho de Zé-do-Carmo) e na eleição passada reelegeu Badinho (egresso do PMDB) e ampliou sua bancada elegendo Sandro.

Comando dos Gagos - É presidido pelo estudante de Ciências Sociais na UFS Elder Muniz e controlado pela família Gago e aliados.

Eleições 2012 - É um partido em condição de polarizar a próxima eleição que terá provavelmente sete forças políticas, sendo as principaism além do próprio PT, o atual prefeito Zé Nilton (PMDB) e o grupo liderado pelo deputado André Moura (PSC).

17 de dez de 2010

Estudantes de Pirambu visitam São Cristóvão

Dentro do Projeto de Educação Patrimonial que anualmente acontece na Escola Municipal Mário Trindade Cruz (Pirambu) desde 2000, estudantes das 8as Séries e 4as etapas do EJA EF embarcam logo mais a partir das 08 horas em uma viagem fantástica a cidade de São Cristóvão, a quarta mais antiga do Brasil, distante 21 km da capital, Aracaju.


A Excursão Pedagógica tem a coordenação do professor Claudomir Tavares, da disciplina Sociedade & Cultura, contando nesta ação interdisciplinar com a participação de professores das disciplinas: História, Geografia, Artes e Inglê.

Serão visitados o Cristo Redentor, os museus de Arte Sacra e Histórico de Sergipe, as igrejas de Nossa Senhora do Rosário, do Amparo, da Vitória, de Nossa Senhora do Carmo e de Senhor dos Passos.

A excursão, prevista no Plano de Ensino anual compreende componenete curricular referente a IV Unidade, que versa sobre Patrimonio Cultural e História. O retorno está previsto para ás 16 horas.

Atualizado via Celular!

10 de dez de 2010

Projeto Solidariedade "Conhecendo abrigos"

Coordenadora: Liliane Vieira Nunes – Participantes: Claudomir Tavares da Silva, Jucileide Alves Santana e Gilvan Rocha


"É melhor tentar e falhar, que preocupar-se em ver a vida passar.
É melhor tentar ainda que em vão, que sentar-se fazendo nada até o final.
Eu prefiro na chuva caminhar, que em dias tristes me esconder.
Prefiro ser feliz, embora louco, que em conformidade viver."
(Martin Luther King)

1 Apresentaçâo:

A solidariedade é uma arte, a arte da conquista de uma relação social autêntica, que permite o desenvolvimento do potencial humano e dele dependem. È uma abertura de horizontes no caminho, não é o caminho todo, não é um produto, mas um processo. O mistério deste processo, entretanto, apresenta-se inteligível para os envolvidos, embora não seja racionalizável. Exige uma inteligência diferente, interpessoal, emocional, aberta à intuição, ao sentimento e à percepção. A solidariedade, assim concebida, é pré-condição ao labor interdisciplinar.

Cada um de nós tem seu ritmo próprio no desenvolvimento desta arte, porque nossos condicionamentos diferem em graus de repressão das emoções superiores, da abertura perceptiva e de educação do raciocínio lógico. Nem sempre somos incapazes de solidariedade por falta de percepção aguda, ou de sentimentos nobres ou de discernimento lógico.

Geralmente ocorre uma combinação complexa destas carências, de modo que precisamos todos compreender a necessidade não só de aprender a arte de ser solidário, mas também a necessidade social de estimular o aprendizado de outrem. Ou seja, a solidariedade, sendo um processo de libertação social, de autoconhecimento coletivo, não é qualidade que se tem ou não se tem, mas que se aprende e se ensina partindo das mais variadas condições sociais, dos mais variados ambientes ou ecossistemas.

O abrigo é uma medida de proteção provisória, prevista no Estatuto da Criança e do Adolescente, que objetiva o acolhimento de crianças e adolescentes que estejam em situação de vulnerabilidade, ou seja, negligência, maus tratos, abandono, violência física, abuso sexual ou dificuldades de ordem sócio-econômica.

Cabe ao poder judiciário decidir o destino das crianças que poderá ser: retorno à família de origem, colocação em família substituta, adoção nacional ou adoção internacional. Aos técnicos, assistentes sociais e psicólogos das Varas da Infância e Juventude, cabe instrumentalizar o juiz, oferecendo subsídios através de atendimentos e encaminhamentos, acompanhando o desenvolvimento das crianças e adolescentes nos abrigos, bem como o de suas famílias.

Ao abrigo cabe zelar pelo desenvolvimento global das crianças, garantindo a educação, saúde, bem como acompanhar o crescimento das crianças, garantindo em sua singularidade. Outra função importante do abrigo é estimular e garantir o vínculo com a família e quando isto não for possível, garantir o acesso de crianças à sua história de vida.

O presente Projeto visa levar os nossos alunos a conhecer de perto como vivem alguns dos milhares de abrigados longe do convívio familiar, os motivos aos quais estão na instituição, o que pensam, sentem e almejam para o futuro. Conhecendo alguns desses locais no Estado, onde se acolhem crianças e adolescentes em situação de risco, conhecendo sua estrutura, seu funcionamento, financiamento, abrigados e outros.

2 Ojbetivos:

2.1 Geral

Transformar a realidade - uma vida de cada vez, através de atos de solidariedade, permitindo que crianças e adolescentes em situação de abrigo passem a ter outras referências de vida e de comunidade, além da dos profissionais com que eles convivem. Dando oportunidade ao nosso educando de relacionar-se dentro de um outro grupo, conseqüentemente levando-o á despertar, para a valorização dos laços familiares na formação do cidadão e da importância de cada um dos membros que compõe a família.

2.2 Específicos

Conhecer alguns dos artigos da Lei nº 8.069 de 13 de julho de 1990;
Ampliar o vocabulário;
Desenvolve o senso crítico;
Perceber a importância dos laços afetivos na formação do cidadão;
Estreitar os laços com as crianças “esquecidas” por alguns segmentos da sociedade;
Verificar a situação pessoal e processual de crianças e adolescentes que se encontram em abrigos sob orientação da Justiça Estadual;
Perceber que a criança mesmo abrigada acaba sendo “afetada” pelo processo desenvolvendo uma imagem negativa de si mesma;
Socializar os alunos envolvidos com as crianças abrigadas;
Amenizar os efeitos negativos trazidos pela institucionalização, com atos de solidariedade;
Reconhecer o valor do afeto na formação do caráter de um indivíduo como inquestionável.
Proporcionar ao educando á participação em outros segmentos da sociedade.

3. Justificativa:

O que representa a família para muitos de nós? Uma instituição falida para a maioria. Entretanto, nos perguntemos qual seria, para a sociedade, o resultado do relaxamento dos laços de família? Um retorno à barbárie.

Os laços sociais são necessários ao progresso e os de família mais apertados tornam os primeiros. Assim sendo, os laços de família se constituem uma lei da natureza.

Vivemos um momento conturbado pela inversão de valores morais e requer mais atenção à preservação da harmonia familiar, valioso antídoto à instalação do desequilíbrio no organismo social. A instituição familiar está cada vez mais desacreditada, os papéis distorcidos, toda uma estrutura danificada, na qual sua principal função de educar e criar os seus filhos estão á mercê dos relacionamentos arrebatadores e inconseqüentes, cabendo ao Estado resguardar as mesmas.

Sendo uma lei natural, cabe a cada um de nós zelar pela sua manutenção, tendo em vista que as relações familiares são a base do progresso da humanidade. Segundo Emmanuel “a palavra família reaviva em nós as sensações de segurança e aconchego, tal a importância do grupo familiar como estrutura capaz de nos sustentar nas lutas da vida”.

“É dever da família, da comunidade, da sociedade em geral e do Poder Público assegurar, com absoluta prioridade, a efetivação dos direitos referentes à vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao esporte, ao lazer, à profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade e à convivência social e comunitária.” (art. 4º do ECA).

Os incisos III a V do art. 87 do Estatuto da Criança e do Adolescente asseguram a implantação de política de proteção especial às crianças e adolescentes em situação de risco pessoal e social. A implementação das políticas sociais para atendimento dessas crianças e adolescentes é de responsabilidade, primeiro, dos órgãos governamentais que detêm o poder de distribuição de verbas públicas e, supletivamente, da família e da sociedade, na elaboração de ações e programas destinados ao atendimento dessas crianças e adolescentes excluídos, ou não beneficiados pelas políticas sociais básicas (art. 87, I, do Estatuto da Criança e do Adolescente).

O abrigo caracteriza-se como medida de proteção provisória e excepcional, que busca, quando possível, a reinserção familiar das crianças e adolescentes atendidos. Além disso, sua medida não implica em privação de liberdade (conforme Art. 101 – Parágrafo Único – ECA).

As crianças e adolescentes, quando chegam aos abrigos, normalmente já trazem uma história de vida marcada pela negligência, abandono, violência sexual, física e psicológica.

Nos abrigos, ficam aos cuidados de pessoas em regime de trabalho plantonista e a vínculos afetivos profissionais. Apesar do esforço de algumas instituições em se adequarem ao art. 92 do ECA, ainda estão muito aquém de proporcionar um atendimento que atenda às reais necessidades dos seus abrigados, especialmente em razão da dependência do alcance de recursos financeiros do Poder Público encarregado de mantê-las.

4. Metodologia:

O desenvolvimento do projeto dar-se-á em quatro etapas. Sendo que na primeira será sugerido o estudo de alguns capítulos da Lei nº 8.069 de 13 de julho de 1990, no qual de forma lúdica e competitiva as turmas da 7ª A e B, irão fazer a demonstração do que aprenderam sobre as mesmas.

Na segunda etapa acontecerão as visitas aos abrigos: Drª Maria Lìlian Mendes Carvalho, situado no Conjunto João Alves, rua 45, em Nossa Senhora do Socorro (abrigo feminino) e a Entidade de Acolhimento Gilton Feitosa da Conceição, Avenida Auxiliar II, s/n, no Bairro Taicoça , Conjunto Fernando Collor (abrigo masculino).

Na terceira etapa os alunos das turmas envolvidas, farão a aquisição de brinquedos e lembrancinhas natalinas que serão doadas nos dias das visitas, as crianças e adolescentes abrigadas.

Sendo que na quarta e última etapa será feito um breve documentário, sobre as instituições visitadas, e a partilha da vivência com os alunos do Ensino Fundamental das séries iniciais da nossa escola.

5. Cronograma de Execução:

22/11 - Explanação e apresentação do Projeto.
29/11 - Seleção dos abrigos a serem visitados.
03/12 - Estudo dos artigos selecionados da Lei 8.069
06/12 - Atividade lúdica: Passa e repassa
07/12 - Atividade quantitativa
13/12 - Entrega das doações
17/12 - Visitas aos Abrigos
17/12 - Apresentação dos registros da visita
20/12 - Avaliação do projeto
21/12 - Confraternização.
Fonte: Acervo da Profª Liliane

9 de dez de 2010

IX Dia da Bíblia em Pirambu

Acontece na tarde deste sábado, 11 de dezembro de 2010, mais uma edição do Dia da Bíblia em Pirambu. Pelo nono ano consecutivo, evangélicos das igrejas Batista, Evangelho Quadrangular, Brasil Para Cristo, Cristã Evangélica, Assembléia de Deus, Adventistas do 7º Dia e outras marcharão em uma caminhada profética pelas ruas de Pirambu, culminando com celebração na Praça da Bíblia. A concentração terá início as 16 horas, onde centenas de evangélicos se farão presente na entrada da cidade. A Tribuna da Praia, parceira do evento, estará presente, como temos feito desde 2002, quando tudo começou.

6 de dez de 2010

AGNALDO SILVA: "Republica do Cabresto"

Por Agnaldo Silva / agnaldocordelista@gmail.com

É lamentável como os males da "Republica do cabresto" ainda prevalece na atual conjuntura administrativa desse país. O assédio moral ainda tem vitimado vários combatentes que resistem na luta por um estado democrático de direito.

Lamento profundamente a atitude da senhora delegada quanto ao uso de artifícios como o citado na matéria que leva o tema acima. Sem dúvida a sociedade pirambuense reconhece a história de luta do policial Diógenes Almeida, luta esta que se estende ao campo educacional, contexto que também lhe rendeu sofrimento, mas muito sofrimento mesmo. Digo isso porque sou testemunha ocular a auricular da luta desse cidadão.

Será que os traficantes de drogas que visitam nossa comunidade, aumentando os índices de violência não seria um bom motivo pra quem quer mostrar serviço?

Segue nossos votos de solidariedade ao policial Diógenes Almeida.

Nossa solidariedade ao policial Diógenes Almeida

Por Claudomir Tavares / claudomir@tribunadapraia.net

Diógenes Almeida é um cidadão que orgulha a cidade em que nasceu, Japaratuba, e onde morou Pirambu. Professor da rede municipal de ensino nesta díade e agente de polícia ambos alcançados pelo instrumento democrático do Concurso Público, é um cidadão que trilhou os caminhos da academia, da ciência ao graduar-se Geografia pela Universidade Federal de Sergipe e especializar-se em Direito Educacional pela Faculdade Pio Décimo.

Dono de uma conduta ilibada ele conquistou seu espaço entre a comunidade acadêmica, no movimento sindical dos educadores de Pirambu, do qual foi um dos fundadores, entre os seus colegas professores e centenas de alunos, o que lhe rendeu diversas homenagens. Como policial, caracterizou pela cordialidade com que sempre dispensou aos que se dirigiam a delegacia de Pirambu;

Somos testemunhos oculares do papel cidadão, de compromisso, de responsabilidade que deve nortear a conduta de um servidor público, qualidades incorporadas pelo agente de polícia que, ao atender ao público, transformou a Delegacia de Polícia, antes um local que intimidava, em um espaço agradável, graças ao trabalho desempenhado ao longo destes longo oito anos.

Diógenes estabeleceu excelentes relações profissionais com todos os delegados que estiveram a frente daquela instituição, desde os anteriores a condição de carreira, até os primeiros nesta condição. As vezes que precisamos dos serviços daquela instituição policial, Diógenes dispensava a atenção de um profissional altamente qualificado.

São por estas condições e pela aprovação popular que o notável e respeitável policial ofuscou o brilho que achava ter a atual delegada de polícia, senhora Fabiana Dória Melo, que deu entrada em um Processo Administrativo (em nossas mãos) contra o servidor público Diógenes Almeida. A delegada tenta com isso justificar os poucos resultados alcançados nestes seus seis meses em que esteve à frente da delegacia.

O ‘tiro” está saindo pela culatra. Destacados cidadãos e cidadãs pirambuenses se mobilizam em solidariedade ao policial Diógenes e em repúdio a esta atitude que está se caracterizando como algo essencialmente pessoal. De nossa parte colocamos aqui além de solidários, na condição de testemunhos de defesa de Diógenes, caso este necessite de nossa intervenção!

Conttinua...

Professores de Pirambu se reúnem nesta segunda-feira

EDITAL

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

De conformidade com o artigo 17, § 3º, do Estatuto do SINTESE, ficam convocados os Trabalhadores em Educação da Rede Municipal de Pirambu para a reunião de Assembleia Geral Extraordinária que será realizada no dia 06 de dezembro de 2010 (segunda-feira), às 9h30min (nove horas e trinta minutos), no Clubinho da Tartaruga, em Pirambu/SE, para tratar da seguinte pauta:

Avaliação da conjuntura;

Informes, discussão e encaminhamentos da luta pela efetiva revisão do PSPN – Piso Salarial Profissional Nacional para R$ 1.024,67 (mil e vinte e quatro reais e sessenta e sete centavos), em Pirambu/SE; e

O que ocorrer.

Aracaju (SE), ­­­­­ 1º de dezembro de 2010.

Angela Maria de Melo
Presidenta do SINTESE

5 de dez de 2010

DENÚNCIA: Lava Jato Propriá

Por Claudomir Tavares da Silva *


“Elegância é arte de não se fazer notar, aliada ao cuidado sutil de se deixar distinguir” (Paul Valéry)

Apesar de insistentes denúncias formuladas através do nosso portal (http://www.tribunadapraia.net), o município de Propriá continua prevaricando nas questões de combate aos crimes ambientais. Um exemplo é a não observância a Lei dos Crimes Ambientais/Lei da Natureza (http://www.ibama.gov.br/leiambiental/home.htm) - Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998 - ao permitir a lavagem de veículos (carros, motos, caminhões) e animais (cavalos, jegues, cachorros, etc).

Apelamos para aqueles que com sensibilidade ambiental (?????) para a necessidade de não omissão, pois esta como dizia Bertolt Brecht (Poeta e dramaturgo alemão - 10-2-1898, Augsburgo 14-8-1956, Berlim Oriental), "a omissão é o peso morto da História". Temos discutido estas (e outras agressões) em nossas aulas no CE Joana de Freias Barbosa e o sentimento de indignação da juventude com atitude propriaense é imenso. Propriá precisa urgente de uma política ambiental.

A prefeitura de Propriá precisa acionar a ignição da defesa do meio ambiente. Aguardamos, além de uma resposta neste espaço, principalmente respostas através de ações. E lembrem: "Os adversários, criticam. Os aliados, elogiam! Já os amigos dizem a verdade!".
_____________________________________
* Prof. Claudomir Tavares da Silva (42) é Professor de História do Pré-Uni/SEED e de Filosofia, Filosofia da Educação e Cultura Sergipana no CE Joana de Freitas Barbosa/Polivalente (Graduado em História e pós-graduação em Gestão de Recursos Hídricos, ambos pela UFS).

Nota: Esta denúncia foi postada no Mural de Recados da Prefeitura de Propriá

4 de dez de 2010

Estudantes de Propriá visitam São Cristóvão

Atividade integra o projeto de Educação Patrimonial da maior e mais representativa escola pública do Baixo São Francisco


Um grupo de estudantes do Colégio Estadual Joana de Freitas Barbosa, a maior e mais representativa escola pública do Baixo São Francisco esteve visitando no último sábado, 27/11, a cidade de São Cristóvão, patrimônio histórico nacional. Composto por 87 estudantes dos 3º seriados do Ensino Médio, matriculados em seis turmas dos três turnos, eles saíram às 07 horas da cidade ribeirinha e às 09 horas já estavam no Alto de São Gonçalo, onde está edificado o Cristo Redentor, monumento construído em 1926 pelo então presidente de Sergipe, Maurício Graccho Cardoso.

De lá o grupo seguiu para a Praça São Francisco, Patrimônio da Humanidade reconhecido pela UNESCO, onde estão localizados os museus de Artes Sacra e Histórico de Sergipe. Divididos em dois grupos e cada um deste subdividido em dois, quatro professores assumiram a coordenação dos mesmos: um, denominado A1, foi coordenado pela professora Fabíola Souza e Silva visitou o Museu de Artes Sacra enquanto o denominado A2, coordenado pela professora Maria Selma Santos, visitou o Museu Histórico de Sergipe. Depois estes se inverteram.

Outros dois grupos, coordenado pelos professores Marcelo José Silva Ribeiro (B1) e Gileno do Carmo Santos (B2), visitaram as igrejas de Nossa Senhora do Rosário, do Amparo, o Conjunto do Carmo (Igreja Senhor dos Passos e Igreja Conventual) e Igreja Nossa Senhora da Vitória. A tarde ocorreu a inversão, com os grupos A1 e A2 visitando as igrejas e os grupos B1 e B2 visitando os museus, alternando-se.

A excursão foi coordenada pelo professor Claudomir Tavares da Silva, da disciplina Cultura Sergipana, um projeto interdisciplinar que envolveu as disciplinas História (Gileno) e Geografia (Marcelo), ampliado para as professoras convidadas (Fabíola e Selma).

Elogios e Conflitos – Os estudantes de Propriá foram elogiados pelos seus comportamentos e condutas dentro dos espaços públicos visitados (igrejas, museus), retribuindo com aplausos em alguns deles. Em um deles, no Museu de Artes Sacras, eles foram destratados por um Guia Turístico, o que será motivo de documento que está sendo confeccionado e em breve será entregue a direção do museu, a secretaria de estado da Cultura e da Educação, a 8ª Superintendência do IPHAN em Sergipe, a Polícia Militar de Sergipe e imprensa de Sergipe pela gravidade dos termos utilizados por um cidadão que se mostrou desqualificado para atuar em um espaço da mais alta importância para a pesquisa, a história e a cultura sergipana.

Educação Patrimonial – O Colégio Estadual Joana de Freitas Barbosa tem uma trajetória gloriosa em sua ação pedagógica de educação patrimonial. Em sua atual fase, já foram feitas várias incursões e excursões desta natureza, como a Xingó (SE/AL), Laranjeiras, São Cristóvão (professores Suzy e Claudomir) 1e Penedo/AL (professor Telmo Carlos). “A partir de 2011 inicia-se um novo roteiro em cidades do baixo São Francisco, incluindo os municípios de Japoatã, Pacatuba, Brejo Grande, Ilha das Flores, Neópolis e Sanana do São Francisco”, anuncia Claudomir Tavares.

Pirambu participou da Campanha Praias e Rios

Evento mobilizou jovens na limpeza da foz do Rio Japaratuba e Praia de Pirambu

Por Claudomir Tavares / claudomir@tribunadapraia.net

Pelo quarto ano consecutivo, o município de Pirambu participou da Campanha ‘Praias e Rios: vamos limpar e aprender a não sujar’, promovida pela Frente das Águas de Sergipe, da qual faz parte a ONG SOS Rio Japaratuba. Mobilizados pela Tribuna da Praia, parceira da campanha desde o segundo ano de sua realização em nossa cidade, a campanha atraiu dezenas de jovens, a maioria deles vinculados ao Grupo de Desbravadores ‘Guardiões das Matas’, vinculados a Igreja Adventista do 7º Dia de Pirambu e Aguilhadas.

A campanha este ano teve um diferencial, a partir do envolvimento dos bares da Orla Ribeirinha (Beira Rio e Rio Mar), Praia de Pirambu (Estação Verão, Tubarão da Praia e Pirambeleza) e Terminal Turístico (Vado, Mário, Ginga e Pitto), que vestiram literalmente a camisa literalmente. A prefeitura de Pirambu, através da secretaria de Obras cedeu um tratou, pilotado pelo tratorista Teixeira, um símbolo da campanha.

O grupo de voluntários se reuniu a partir das 08h30min na Orla de Pirambu. Dalí, seguiram pela foz do Rio Japaratuba, onde recolheram centenas de quilos de lixos, como plásticos, garrafas, pneus, sapatos e outros produtos encontrados em abundância. Na praia de Pirambu, o grupo recolheu parte do lixo da ‘boca-da-barra’ até o Terminal Turístico. Alí viu-se que não era grande o volume de lixo a ser recolhido, mediante a coleta que o município de Pirambu tem efetuado.

Adelvan de Andrade, líder da Igreja Adventista do 7º Dia classificou a ação como “um momento de união pela conscientização dos que visitam a nossa praia e nosso rio, não só limpando, mais principalmente, aprendendo a não sujar”, disse. “É a terceira vez que participamos e estaremos a disposição para nos somar a esta campanha com a qual nos identificamos”, concluiu.

Repercute 3ª Cavalgada da União

Organizada por Arthur Mendonça, ela já faz parte do calendário cultural de Pirambu

Por Claudomir Tavares / claudomir@tribunadapraia.net

O paradisíaco povoado Lagoa Redonda, distante 14 km de Pirambu reuniu no dia 14 de novembro cavaleiros e amazonas de dezenas de comunidades do Litoral Norte de Sergipe. Eles participaram da 3ª Cavalgada da União, que desde 2008 tem sido o evento do gênero mais aguardado na região.

Organizado pelo jovem Arthur Mendonça, com o apoio da Prefeitura de Pirambu, de um conjunto de patrocinadores e a parceria deste portal, a cavalgada reuniu dezenas, centenas e depois milhares de populares na concentração as margens do riacho de Santa Isabel, onde o público divertiu-se ao som de uma banda musical que fez o aquecimento.

As 15 horas um número imensurável de cavaleiros e amazonas tomaram a praia de Pirambu dirigindo-se a sede do município, onde depois de percorrer 12 quilômetros, shows musicais na orla os reuniu até a madrugada da segunda-feira.

Um dado que não passou despercebido: o envolvimento da família de Arthur que contribuiu decisivamente para o sucesso da cavalgada. O que não nos surpreende, pois temos testemunhado e acompanhado desde 1984 o envolvimento desta família, que tem a frente o advogado Dr. Carlos Alberto Mendonça a professora D. Margarida Pereira Mendonça, com as questões sócio-esportivas, desde que eles fundaram o Flamenguinho, time de futebol que tive o prazer de atuar como técnico e presidente, onde atuaram os então garotos Alexandre e Anderson Mendonça.

Começou o Novenário de Nª Sª da Conceição

Festa em homenagem a padroeira do povoado Aguilhadas

Por Claudomir Tavares / claudomir@tribunadapraia.net

O povoado Aguilhadas, distante cinco quilômetros da sede do município de Pirambu deu início na noite de ontem, 03/12, a uma das mais tradicionais manifestações do ciclo religioso em nosso município. A comunidade que é formada por vários núcleos dentro de um mesmo povoado, celebra até o dia 12 de dezembro a Festa de Nossa Senhora da Conceição.

Nas próximas noites acontecem as novenas cujas responsabilidades será assumida por movimentos de Igreja, segmentos sociais da comunidade, famílias, etc. No final de semana da festa, acontecem missas, batizados, leilão, procissão e no sábado da festa, 11/12, shows com as bandas Estrela da Terra. Asas Novas e Fixação em Sucesso.

Pelo sétimo ano consecutivo, estaremos cobrindo e levando aos nossos leitores os detalhes desta festa que anualmente atrai multidão vinda de várias cidades e povoados e une as famílias pirambuenses, notadamente do simpático povoado Aguilhadas!

Com informações de Luiz Teles da Silva (secretário de Cultura) e Jackson Souza Rabelo (Som)

1 de dez de 2010

Atleta de Pirambu ganha medalha de prata no salto triplo em Blumenau (CS)

A estudante de Educação Física da Universidade Federal de Sergipe Carla Caroline dos Santos foi a segunda colocada na categoria salto triplo nas Olimpíadas Universitárias (JUBs) 2010, que aconteceram em Blumenau (SC).


A atleta teve como parceira a Prefeitura Municipal de Pirambu que viabilizou as passagens de ida e volta.

“Esperava o ouro, mas estou satisfeita com a prata. Apesar de manter a mesma marca, eu me superei”, diz a estudante, que competiu com uma lesão na perna esquerda.

Ao todo, a UFS competiu em seis categorias (voleibol, basquetebol, xadrez, judô, natação e atletismo), ficando na 23ª colocação geral. Trouxe apenas medalha no salto triplo.

“Estamos ressuscitando o esporte universitário, e as conquistas de Carla dão impulso à prática esportiva na UFS”, diz o professor Marcos Monteiro, da Coordenação de Promoções Culturais e Esportivas (Copre), treinador de Carla.

A atleta competiu no JUBs pela primeira vez em 2009, a partir de uma seletiva na UFS. Naquela ocasião, treinando apenas durante dois meses com o professor Marcos, conseguiu saltar 11,81 metros, o que garantiu o terceiro lugar no Ceará.

Para as Olimpíadas Universitárias deste ano, os treinos começaram em agosto. “Sabia que Carla subiria ao pódio, independente da colocação”, afirma Marcos Monteiro.

Carla começou no atletismo aos 12 anos, no Colégio Estadual José Amaral Lemos, em Pirambu, onde nasceu. Parou de competir em 2007, ano em que, coincidentemente, ingressou na universidade. De acordo com Marcos Monteiro, o trabalho de base da atleta influencia nos seus resultados.

Por Ascom/Pirambu

TODAS AS NOTÍCIAS