30 de mai de 2008

Sete partidos se reuniram em Pirambu


Será formada uma comissão com representantes dos partidos para encaminhar uma agenda de unificação das oposições
Por Claudomir Tavares
claudomir@infonet.com.br

Sete partidos políticos iniciaram na noite de ontem um processo de debate que poderá conduzir a unificação dos mesmos nas eleições de outubro. PT, PSB, PV, PC do B, PHS, PRB e o PMDB levaram a sede do PT, localizada à Avenida Agostinho Trindade, integrantes de suas direções para discutir as propostas de cada um e a possibilidade de marchar com candidato único. Participaram da reunião aos pré-candidatos Vado de Gago (PT), Marcos Cruz (PSB), Cláudio Biriba (PV), José Nilton (PMDB) e Alexandre Espinheira (PC do B).

Presentes os presidentes do PT (Antônio Zacarias do Nascimento Neto), do PSB (Marcos Cruz), do PV (Júnior Soledade), do PC do B (Alexandre Espinheira), do PHS (Jucélia Silva) e do PRB (Josué Morais).

Pré-candidatos a vereadores, dirigentes estaduais do PT (Severino Bispo) e do PV (Claudomir Tavares), a ex-prefeita Sílvia Cruz e seu ex-vice-prefeito Evaldo de Carvalho, o advogado Gilvan Souza, a professora Tereza Cariri (CE José Amaral Lemos), os vereadores Heribaldo Carvalho (PT), Durval Oliveira (PSB) e Ivan Dória (PMDB), lideranças políticas, populares e comunitárias deram um tom de representatividade a reunião.

Clima quente

Esta comissão estará se reunindo no próximo domingo, a partir das 09h30min na sede do PT, quando então dará encaminhamento as próximas ações cujo prazo deverá ter como teto o dia 08 de junho, quando serão realizados reuniões do PT e do PV.

PV vai de Cláudio Biriba

Antes da reunião na sede do PT, os dirigentes do PV estiveram reunidos na Pizzaria Recanto da Família, levando para a reunião a proposta de que uma decisão sobre aliança estaria condicionada ao 5º Encontro Municipal que será realizada no dia 08 de junho, às 09 horas, na Câmara Municipal. Os verdes que até o dia de ontem tinham como pré-candidatos a prefeito Claudomir Tavares, Cláudio Biriba e Gélisse Bispo, informaram que a partir daquela noite apenas um nome permanece como pré-candidato, o do comerciante e funcionário público municipal Cláudio Biriba. Claudomir saiu da disputa por fazer opção pelo seu filho, nascido em 02 de maio e Gélisse, pré-candidato a vice-prefeito caso o partido saia com chapa puro sangue, ou a vereador caso haja a coligação.

Pesquisa

O PMDB parece bastante confiante numa pesquisa de opinião para definir quem será o pré-candidato a prefeito e a vice-prefeito. O terceiro colocado terá sua posição arrumada. A posição do PMDB, defendida pelo pré-candidato Zé Nilton, recebeu adesão do PSB, do PC do B e do PRB. O PT defende a pesquisa, desde que seja feita só com os nomes dos partidos de oposição, o que não contemplaria o PMDB, partido de situação em Pirambu. O PT definiu no seu último Encontro Municipal realizado em 20 de abril que seu pré-candidato a prefeito, por 25 votos contra 1 é Evaldo de Carvalho Filho, descartando compor uma chapa encabeçada pelo economista José Nilton. Já o PV adverte para a forma que o PMDB administra atualmente o município, revivendo práticas da gestão comandada por André Moura, e que por isso este partido não está em seu arco de aliança.

Prognósticos

Independente da evolução destas reuniões,alguns prognósticos podem ser adiantados: Até o dia 08 de junho Pirambu saberá quem são seus pré-candidatos a prefeito. De um lado, o DEM, PSC, PR e PTB aguardam a decisão deste grupo para decidir se lança André Moura (caso saiam três candidatos deste grupo), Elinho Martins (caso saiam dois candidatos deste grupo) ou Waltinho Amaral (caso o grupo saia unido). Se o grupo fizer opção por três candidatos, estes devem ser Zé Nilton, Vado e Cal Biriba. Se o grupo decidir lançar dois, estes devem ser Vado e Nilton. Se definir pela unidade, este será apontado através de uma pesquisa. Então, está disparada a contagem regressiva. Faltam 9 dias...

Reunião Histórica

A reunião realizada na sede do PT tem um caráter histórico. Independente do seu resultado, do desfecho que poderá tomar, aponta para uma perspectiva de unidade destes partidos políticos, que pelo que parece, o que os une é maior que o que os separa. A evolução dos debates está na capacidade de renúncia em cada um deles. Depende principalmente do comportamento do PMDB (no poder em Pirambu) e do PT (que não tem a simpatia de setores governo Marcelo Deda)

Reuniões imediatas

Um fato curioso nos chamou a atenção. Terminada a reunião dos representantes dos partidos, o PT se recolheu em sua sede para indicar os três nomes, o PMDB e o PRB se reuniram na residência de Zé Nilton e o PV embaixo de uma frondosa árvore (tinha que ser o PV mesmo) localizada no canteiro central da Avenida Agostinho Trindade. O PSB, o PC do B e o PHS vão definir seus nomes de hoje para amanhã.

Frase da semana:

"Quando as pessoas temem o 'governo', isso é tirania. Quando o 'governo' teme as pessoas, isso é liberdade." – Thomas Jefferson

Eugênio Santana poderá disputar prefeitura de Propriá

Presidente do PSDC é hoje o mais assediado político sem mandato de Propriá e está a vontade para decidir se vai sair candidato a prefeito, vice-prefeito ou vereador
Por Claudomir Tavares claudomir@infonet.com.br

As eleições municipais de Propriá, distante de Aracaju, 98 km, podem reservar uma surpresa agradável, diante da possibilidade da candidatura do radialista Eugênio Santana (PSDC) disputar a prefeitura da princesinha do Baixo São Francisco.

Filiado ao PSDC em 2007, Eugênio Santana
foi eleito presidente do Diretório Municipal em Convenção realizada no dia 18 de maio DE 2008, evento que contou com as presenças de lideranças estaduais e municipais do seu partido e das principais facções políticas representadas na cidade.

Em Propriá ninguém fala em outra possibilidade que não seja a do radialista sair de um possível eleição proporcional como um dos mais bem votados vereadores da história do município. Esta realidade já inspira projeções e conjecturas como aquelas que o projetam como o possível candidato a prefeito pelo bloco que tem como principais líderes os ex-prefeitos Maria das Graças Nascimento (dona Menininha) e Luciano Nascimento.

Com a possibilidade de divisão do grupo que tem como principais expoentes o ex-prefeito José Renato Vieira Brandão, o Renatinho (PMDB) e o atual Paulo Roberto Ayres de Freitas Britto, o Paulinho (PT), cresce a possibilidade do retorno do ex-prefeito cassado Luciano Nascimento (DEM).Mas este parece reticente e disposto a anunciar de público sua intenção de ficar de fora do pleito. Ele acena para a possibilidade de apoiar um membro do grupo e ninguém em sã consciência neste momento aponta outro em melhores condições que o radialista Eugênio Santana
. Na cidade e povoados o nome de Eugênio é uma unanimidade e isto conta de forma positiva a seu favor. A experiência nos leva crer que não se pode subestimar nomes que já estejam há alguns quilômetros de distância.

Quem é Eugênio Santana

Natural de Cubatão (São Paulo), Eugênio Santana
, é radialista,43 anos, atuando no rádio sergipano há mais de 20 nnos com passagens pelas emissoras Rádio Capital do Agreste AM (Itabaiana/SE), Rádio Cidade AM (Simão Dias/SE), Tropical FM (Simão Dias/SE), Educadora AM (Frei Paulo), Liberdade AM (Aracaju), Itabaiana FM (Itabaiana/SE), Progresso AM (Lagarto/SE) e atualmente na ILHA FM de Propriá/SE, nas quais sempre exerceu as funções de apresentador, repórter, diretor de jornalismo, administrativo e de programação.

O que pensa Eugênio Santana

“As circunstâncias entre as quais você vive determinam sua reputação. A verdade em que você acredita determina seu caráter. A reputação é o que acham que você é. O caráter é o que você realmente é... A reputação é o que você tem quando chega a uma comunidade nova. O caráter é o que você tem quando vai embora... A reputação é feita em um momento. O caráter é construído em uma vida inteira... A reputação torna você rico ou pobre. O caráter torna você feliz ou infeliz... A reputação é o que os homens dizem de você junto à sua sepultura. O caráter é o que os anjos dizem de você diante de Deus”. Assim se define Eugênio Santana
, radialista titular do Programa ‘Jornal da Ilha”, líder de audiência no horário das 07às 09 horas de segunda a sábado, ouvido em todo o Baixo São Francisco – SE/AL

Frase da Semana:

"Há duas maneiras de fazer política. Ou se vive para a política ou se vive da política. Nessa oposição não há nada de exclusivo. Muito ao contrário, em geral se fazem uma e outra coisa ao mesmo tempo, tanto idealmente quanto na prática." (Max Weber)

28 de mai de 2008

MP investiga compra de frango em Pirambu

Denúncia é de que prefeito interino, Tonho Santana, fez negócios com ex-prefeito André Moura

O prefeito interino de Pirambu, Antônio Fernandes de Santana (PMDB), está sendo alvo de uma investigação do Ministério Público Estadual iniciada ainda quando ele estava no cargo de vereador, em julho de 2006. Apesar dos quase dois anos que o procedimento foi aberto pelo promotor de Justiça Nilzir Soares Vieira Júnior, a denúncia não foi arquivada. “Estamos dando andamento ao processo. A demora ocorre em virtude de inúmeros outros procedimentos instaurados em Pirambu que ocasionaram no afastamento do prefeito Juarez Batista”, argumenta o promotor. A denúncia contra Tonho Santana se refere ao fato dele, mesmo sendo vereador, ter vendido frango abatido para a prefeitura de Pirambu, em um negócio iniciado na gestão do ex-prefeito André Moura (PSC), seu antigo aliado. Só em 2004, segundo informações que chegaram à Promotoria, o parlamentar recebeu R$ 58,2 mil pelo fornecimento. Dinheiro que foi pago pelas secretarias de Ação Social e de Educação do município. A relação comercial contraria Lei Orgânica do município, que segue a Constituição (art. 54, I, “a”). Ambas proíbem a qualquer parlamentar, seja ele vereador, deputado ou senador, ter negócios com órgãos públicos desde a expedição do diploma. Dentre as punições está a perda do mandato, conforme prevê a própria Constituição em seu art. 55.

Superfaturamento

Segundo Nilzir Soares, toda a documentação solicitada à prefeitura está sendo analisada pelo setor de perícia do MPE. “Já dei a oportunidade do então vereador apresentar suas justificativas e agora estou analisando, com base nos documentos, essa situação. Agora, uma coisa é clara: houve sim a irregularidade, está tudo provado. A análise que a gente está fazendo é se houve superfaturamento”, explica o promotor. Por enquanto, o representante do MPE prefere não se antecipar quanto ao resultado do procedimento. “O que houve, a princípio, foi o descumprimento da Lei Orgânica, cujo objetivo é evitar que vereador, prefeito e vice tenham negócios com o município, até para preservar a livre concorrência e evitar a quebra da igualdade. O vereador tem poder de negociação bem maior que o cidadão comum, uma vez que o prefeito pode levar a comprar com ele só pelo fato dele ser vereador. Não deixa de haver ilicitude”, avalia Soares, que está de férias e retorna aos trabalhos no início de junho.

Esperando

Já o vereador Heribaldo Correira de Carvalho, o Badinho, (PT), responsável pela denúncia na imprensa, disse que aguarda com expectativa o resultado das investigações. “Todo mundo na cidade sabia que Tonho Santana, mesmo sendo vereador, vendia frangos para a prefeitura. Tanto que o nome dele aparece no relatório de notas fiscais encaminhado pelo município ao Tribunal de Contas. Se a própria Constituição proíbe esse tipo de negócio, é preciso então que a lei seja colocada em prática. Esse valor de R$ 58 mil se refere só aos pagamentos de um ano, mas o fornecimento ocorreu durante vários anos nas administrações passadas”, lembra o parlamentar.

Fonte: Jornal da Cidade.net – Em: 25/05/2008

27 de mai de 2008

Coincidência X Consciência

Por Cícero Mendes cicero@infonet.com.br

O advogado Manoel Luiz de Andrade foi contratado pela prefeitura de Pirambu, com dispensa de licitação, ao custo de R$ 10 mil por mês. Coincidentemente, ele é o advogado de defesa do prefeito interino Tonho Santana e de mais dois vereadores (Ivan Biriba e Luciano Amaral), na ação de perda de cargo por infidelidade partidária movida pelo Ministério Público Eleitoral. Será uma mera coincidência ou os parlamentares têm como provar que pagam do seu bolso pelos préstimos serviços de Manoel Luiz para que continuem no cargo? Com a palavra, a consciência de cada um...

Fonte: Jornal da Cidade – Em: 25 e 26/05/2008

26 de mai de 2008

PV não fará aliança com o PMDB

Desde o dia 16 de março de 2007 que o Partido Verde já havia incluído o PMDB entre aqueles partidos com quem não estabeleceria qualquer tipo de coligação. A decisão foi confirmada em todas as reuniões realizadas até março de 2008, passando pelo Encontro Municipal de novembro de 2007, fórum máximo de deliberação cujas posições tomadas só podem ser alteradas por um outro encontro ou convenção.

O que levou o PV a tomar e reafirmar esta posição, foi o fato de identificar dentro do PMDB (com quem esteve coligado em 2000) aqueles mesmos ‘atores’ políticos que participaram das administrações de André Moura e Juarez Batista. Não havia pois, um veto deliberado contra os pré-candidatos Zé Nilton, Rafael Marinho ou Niltinho Filho, com quem os verdes mantém excelente relação pessoal.

A relação ‘azedou’ de vez depois do episódio tresloucado patrocinado pelo prefeito em exercício Antônio Santana, que ameaçou o dirigente estadual do PV, Claudomir Tavares, no dia 14 de maio. “Não dá para fazer aliança com quem acha que Pirambu é um curral”, disse o dirigente verde.

Segundo Claudomir, o PV só sentará para discutir aliança com quem aceite discutir a presença dos verdes na chapa majoritária, posição esta deliberada na última reunião realizada em 23 de abril de 2008

25 de mai de 2008

XXIV Encontro Cultural de Propriá


Encontro acontece concomitamente com a Festa do padroeiro Santo Antônio e o Forró no Comércio, devendo se constituir no maior evento cultural do Baixo São Francisco
Por Claudomir Tavares
claudomir@infonet.com.br

A prefeitura municipal de Propriá irá realizar no período de 08 a 14 de junho, durante as comemorações religiosas em homenagem ao padroeiro da cidade, Santo Antônio, o XXIV Encontro Cultural, transferido de janeiro para esta data, dando assim uma maior dimensão tanto ao encontro quanto a festa religiosa. O anúncio foi feito pelo prefeito Paulo Britto (PT) no programa Jornal da Ilha, levado ao ar neste sábado, das 08h00hs às 09h55hs, numa entrevista concedida ao radialista Eugênio Santana.

Segundo o prefeito, o encontro acontece concomitamente (ao mesmo tempo) com a Festa do Padroeiro e com o Forró no Comércio, festa que em parceria com o CDL local, a prefeitura de Propriá resgatou desde o ano passado, depois de não ser realizado pela administração do ex-prefeito Luciano Nascimento (DEM).

A prefeitura de Propriá está envidando todos os esforços para inserir (ou consolidar) esta (s) festa (s) definitivamente no Calendário Cultural de Sergipe, como aquela que realiza o maior festejo junino do Baixo São Francisco.

Atrações

O prefeito Paulo Britto ainda não confirmou as atrações em sua totalidade, mas adiantou que desfilarão nos palcos do Encontro Cultural, 13 atrações de Propriá, num compromisso com a cultura da cidade, 3 de Aracaju e 2 atrações nacionais. Dentro da programação do XXIV Encontro Cultural de Propriá, ele confirmou as presenças do Quinteto Violado e do Trio Nordestino. O evento terá como tema a discussão em torno dos 60 anos do baião, resgatando assim a identidade da cidade com o seu maior expoente, Luiz Gonzaga, considerado o Rei do Baião. A estrutura do encontro terá a Avenida Augusto Maynard (Rua da Frente) com Praça João Fernandes de Britto (Praça da Estrela), onde acontecerão os shows e o Mirante da Orla Ribeirinha, as atrações culturais vindas de várias cidades e povoados de Sergipe.

Patrocínio do Banese

O radialista Eugênio Santana questionou sobre a indireta dada nele e a outros aliados pelo governador Marcelo Deda, dizendo que o Banese não patrocinaria festas e eventos de prefeituras que retirasse as contas dos seus funcionários da instituição. Paulo Britto foi taxativo, ao dizer que em primeiro lugar esta é uma prerrogativa do prefeito, segundo que não foi ele que inventou o capitalismo e por último, que instituição não vai querer ver sua marca vista por 150 mil pessoas. O prefeito disse que não fará distinção e procurará a Schincariol, a Petrobrás, o Banco do Brasil, o Banese, etc. Segundo ele, a Caixa Econômica ofereceu como contra partida para esta operação legal, legítima, R$ 600 mil reais para investimento na qualidade de vida, como a construção de 150 casas populares e através de consignação, de 50 casas ou apartamentos para os servidores municipais.

É candidato

Na entrevista o prefeito falou de vários outros assuntos, entre eles sobre o momento político, confirmando sua pré-candidatura a prefeitura de Propriá, um direito inalienável de quem é detentor do mandato e busca a reeleição, a mesma que foi assegurada ao ex-prefeito, ex-deputado estadual e atual secretário do trabalho, Renato Brandão, o Renatinho (PMDB). Paulo Britto espera que a ‘tempestade’ se acalme e ele possa ter em seu palanque o ex-prefeito, que em 2010 teria o apoio de todo o grupo para reconduzi-lo a Assembléia Legislativa, devolvendo a Propriá à vaga de deputado, vaga desde a saída de Renato em 1997.

Frase da Semana:

"Insanidade em indivíduos é algo raro - mas em grupos, festas, nações e épocas, ela é uma regra." – Friedrich Nietzsche

24 de mai de 2008

Uma lição de democracia

Por Carlos Magno *

Este artigo não tem a pretensão de ser longo. Primeiro, porque ninguém vai ler, se não começar e acabar de forma dramática. Acabo de decepar uma das falanges com uma machadinha para dar um caráter sinistro a esse desabafo político-cultural. E também para reparar os equívocos cometidos com o meu sagrado escrutínio. Votei em Lula, nas últimas eleições, mas desse pecado sinto-me redimido e aliviado depois de me submeter as 80 chibatadas recomendadas pelo Islã. Nem senti, e, para dizer a verdade, cada uma foi merecida e compensadas com um salutar banho de sal grosso no meu lombo ensangüentado. Nesse erro eu não incorro, mesmo com os mensalões e as gastanças dos cartões corporativos, nesse erro nunca mais, ai!


Mas o pior veio nas ultimas eleições, quando me deixei levar pela lorota das mudanças prometidas com ar solene pelo Sr. Marcelo Déda. Cansado dos governos elitistas e de direita que no seu bojo trazia o que havia de mais retrógrado, embarquei na ilusão das promessas desse empedernido político. Após um ano e meio de governo, nota-se que tudo não passou de uma grande burrice de minha parte, afinal sou um cara inteligente e tenho mesmo é que votar em gente confiável e não em aventureiros sem o menor preparo para lidar com a coisa pública. Discurso não enche barriga de ninguém. Pelo contrário, enche o saco.

Penso agora numa forma eficiente de reparar esse erro, 80 chibatadas é muito pouco para apaziguar meu coração. Sonho apenas com uma nova eleição para poder dar o troco a essa gente cujo sectarismo impera. Estou cansado de ver essa turma jactar-se de anti-autoritários, chega de demagogia.

Na verdade eu não sabia em quem estava votando, porém, ao ver a cara e as práticas do secretariado do atual governo, foi que caí na real. Elegi para a Casa Civil a eminência parda Oliveira Junior, para vê-lo desfilar arrotando grandeza. Votei em Augusto Gama, um secretário que está extinguindo o Turismo em Sergipe. Votei em Kércio Pinto e detonei a minha Segurança Pública. A minha Saúde vai mal com Rogério Carvalho que desdenha da minha dengue hemorrágica. A minha Cultura foi parar nas mãos de um Chaplim acima do peso. E na minha Inclusão Social, perdi espaço para os Quilombolas. E para a Comunicação Social votei (será que eu fiz uma sacanagem dessas comigo?) na Eloísa Galdino, incomunicável. Mandei um verdadeiro atleta cuidar do meu Esporte e Lazer. Elegi Nilson Lima para cuidar com sovinice do meu (nosso) dinheiro. De quebra elegi Bosco Mendonça para complicar meu Transporte. Coloquei na Educação um reitor que paga merenda adiantado. Acomodei um apático Jorge Alberto na Administração e Bosco Costa onde mesmo? Proclamei Márcio Macedo um animal em extinção. Indiquei o vice Benedito Figueiredo como titular, um quase-desembargador, que dor! Coloquei na Defensoria um batalhador cujo expediente inicia-se as 11:30 e se encerra ao meio dia. Dei Trabalho a Renatinho.

Elegi a falência da Indústria, a quebra do Comércio e o fim da Tecnologia. Votei em Lúcia Falcon que não enxerga um palmo adiante da narina, isso não estava nos meus planos. Elegi outros que nem vale a pena citar. Mandei Paulo Viana plantar batatas. Para a presidência do Banese, coloquei João Andrade com seu nariz em pé e seu ódio visceral e no Detran emplaquei um chefe que invade sinais e no Deso, deixa pra lá. Para que não reclamem, botei um ouvidor de ouvido môco. Para finalizar, premiei toda sorte de bicho grilo intelectualóide com polpudos CCs. Será que eu esqueci de alguém que por vicissitude também votei?

Eleição é o exercício pleno da democracia e cipó no lombo - a recompensa dos tolos - por isso, tenho queimado pestanas pesquisando no google uma forma de tortura que repare esse meu pequeno equívoco. Os castigos parecem insignificantes diante de tamanha asneira. A votar nessa laia é preferível levar chumbo quente nos cornos.
__________________
* Carlos Magno é jornalista e editor do Jornal Papagaio

Fonte: CNotícias – Em: 23/05/2008

23 de mai de 2008

Seminário em Propriá discutiu implantação da Lei Nº 10.639


A prefeitura municipal de Propriá, através da secretaria municipal de educação – SMED promoveu no dia 16 de novembro o I Seminário para Implementação da Lei Nº 10.639, de 10 de janeiro de 2003, que prevê o estudo de História e Cultura da África e Afro descendência nas escolas de Ensino Fundamental e Médio de todo o país. Segundo o professor Glaedson Novaes, da Semed/Propriá, “o município de Propriá é o primeiro em Sergipe a discutir a efetivação desta lei, de fundamental importância para reafirmação de nossa identidade como a nação que possui a maior população negra do mundo fora da África”, disse.

O Seminário, que contou com a presença do professor da UFS Fernando Aguiar, especialista em estudo de História e Cultura da África, também brindou os participantes com a apresentação do Grupo ‘Tambores da Esperança’ da cidade de Estância (Sergipe). “Um espetáculo de som, dança e uma mensagem que mostra a importância de reafirmar nossa identidade cultural, um encontro com a nação que está em nós”, testemunhou a professora Izabel Tomaz de Aquino, da Semed.

Com esta iniciativa, a prefeitura municipal de Propriá marca mais um tento na educação sergipana, mostrando pioneirismo e compromisso com uma educação pública de qualidade, democrática e cidadã.

22 de mai de 2008

Dirigentes do Santos denunciam perseguição


Por Claudomir Tavares claudomir@infonet.com.br

Um dos clubes mais populares e vitoriosos de Pirambu, o Santos Futebol Clube, foi fundado em 15 de dezembro de 1972 por João Vieira Nunes (João Cacetão), Wilson Cruz (Piasa), Antônio Vieira Nunes (Tonho Grande) e outros, há 35 anos.

Várias vezes campeão municipal, considerado o papa-torneio no início anos 90, o clube se viu perseguido na administração passada, segundo seus dirigentes, por ordem deliberada do ex-prefeito e líder do grupo que esteve no poder até a metade de 2007.

De lá para cá, o clube foi impedido de jogar no Estádio Municipal (que em vez de receber nome de André Moura, deveria se chamar Erinaldo de Carvalho, o Nado de Gago).

Segundo um dos seus dirigentes, Enaldo Correia de Carvalho, o Ninho de Gago, o glorioso Santos está sofrendo retaliações da atual administração, que não permite que o clube jogue no estádio nem dispute competições, ficando de fora do torneio que a prefeitura iniciará a partir de junho.

O responsável pela areade esporte, Ari da Silva, que no passado foi um dos maiores zagueiros tanto do Guarany quanto do Santos, nega peremptoriamente as acusações de Ninho, dizendo que oficialmente o estádio nunca foi solicitado (através de ofício) e que os clubes que participarão do campeonato foram definidos através de sorteio.

Telefones da prefeitura estão cortados


Por Claudomir Tavares claudomir@infonet.com.br

Quem quiser se comunicar com a prefeitura municipal de Pirambu ou suas secretarias, departamentos ou diretorias, vai ouvir um som clássico: ‘tum, tum, tum ...”. Motivo: os telefones estão bloqueados por falta de pagamento. Ainda assim, a Companhia de Saneamento de Sergipe – DESO coloca no rodapé de sua fatura mensal de prestação de serviços o número da Vigilância Sanitária do Município (3276.1616), como se o serviço funcionasse.

Na prefeitura nos informaram que apenas um número está disponível, o 3276.1120, mas ao tentar nos comunicar com este ouvimos também o ‘tum, tum, tum, ...’. Algo inaceitável em uma prefeitura cuja arrecadação mensal tem ultrapassado a soma vultosa de R$ 1 milhão de reais, conforme dados referente aos meses de março e abril de 2008 (diferente de 2007, quando a receita em época de intervenção não chegava aos R$ 700 mil reais.

Pirambu não atualizou Site desde o fim da intervenção


Administração municipal dá provas de que não tem interesse em transparência
Por Claudomir Tavares
claudomir@infonet.com.br

A Lei de Responsabilidade Fiscal prevê que os municípios brasileiros disponibilizem ao alcance de população as contas públicas, contendo receitas e despesas, tornando-as públicas, como deve ser, pois trata-se de recursos do próprio povo.

Um dos instrumentos mais eficazes em levar a sociedade estas informações é a Internet, e para isso muitas prefeituras dispõe de páginas, portais, contendo além da contabilidade pública, serviços,a notícias, e informações sobre o município.

Site em branco

Nas gestões do ex-prefeito André Moura (PSC), do prefeito afastado Juarez Batista (sem partido) e do interventor Moacir Santana (PT) a comunidade poderia acompanhar parte destas informações através do site
www.pirambu.se.gov.br , estando o mesmo sem atualização desde o final da administração da intervenção.

O ex-assessor de imprensa Flávio Lima tentou colocá-lo no ar com o fim da intervenção, mas sua iniciativa não passou daí, pois o conteúdo nunca foi reposto, privando a sociedade de se interar das ‘realizações’ da atual ‘administração’ que tem como interino o vereador Antônio Santana (PMDB).

Propriá

A prefeitura municipal de Propriá, cidade distante da capital, Aracaju, 98 Km, também não tem dado prioridade a sua política de comunicação, pelo menos no que diz respeito a internet. Dona do domínio
www.propria.se.gov.br desde a administração do prefeito cassado Luciano Nascimento (2005/2006), a assessoria de comunicação do prefeito Paulo Britto (PT) ainda não ‘encontrou tempo’ (ou seria melhor dizer prioridade) em atualizar o site, cujas caracterírisicas ainda são aquelas da administração ‘Reconstrução e Desenvolvimento’.

A única alteração efetuada até agora, acreditamos que por iniciativa a Mambo (que administra o domínio) foi com relação ao nome do prefeito e vice-prefeito, substituindo Luciano Nascimento e Paulo César por Paulo Britto e José Américo respectivamente.

Japaratuba dá exemplo

Já a prefeitua municipal de Japaratuba tem dado exemplo de quem prima pela transparência, am manter no ar desde o mandato anterior do atual prefeito Padre Gerard Olivier (PT) o site
www.japaratuba.se.gov.br, tendo inclusive um web máster, Thierry Poncin e uma jornalista, Cláudia Meireles, que nos mantém informados sobre as realizações, serviços e outras informações sobre o município vizinho.

21 de mai de 2008

Pirambu não é curral - Final


"Quando se é abatido o que não lutou sozinho, o inimigo ainda não venceu" (Bertold Brecht)
Por Claudomir Tavares claudomir@infonet.com.br

Com esta frase do inimitável dramaturgo alemão Bertold Brecht, encerramos aqui este artigo onde procuramos mostrar que o coronelismo e a tentativa de transformar o município de Pirambu em Curral, ainda está bastante presente entre nós, cujos exemplos estão cada vez mais visíveis. ‘Desta vez não mudaram nem as moscas’, diz um popular.

Sai André Moura de cena, mas permanece inalterada toda estrutura criada e mantida por ele ao longo dos 10,5 anos de comando. Com um agravante: os que ficaram dizem sentir orgeriza pela família Moura e seu modus operandi, quando seus DNA’s são o mesmo daquela família que um dia lhes foram muito úteis.

Pra concluir, é preciso que fiquemos alerta e, não renunciemos nosso exercício de cidadania, este que deve ser permanente. Assim, vamos continuar aprendendo com o capitão Carlos Lamarca quando diz: "Ousar, lutar! Ousar, vencer".

Eu resisto... sempre!

* Claudomir Tavares (39) é professor concursado das redes estadual (desde 1988) e municipal (desde 1998) de ensino e cidadão pirambuense

20 de mai de 2008

Pirambu não é curral - Parte II


Em 45 anos de vida política, nunca houve alternância de poder na terra que um dia foi habitada pelos índios tupinambás
Por Claudomir Tavares claudomir@infonet.com.br

O município de Pirambu foi criado através da Lei Estadual Nº 1.234 de 26 de Novembro de 1963, de autoria do deputado estadual Nivaldo Santos, mas só foi instalado em 08 de agosto de 1965. Seu primeiro prefeito, vice-prefeito e vereadores empossados em 28 de agosto daquele ano.

De lá para cá, apesar dos diferentes nomes que o administraram: João Dória do Nascimento (duas vezes), Walter Amaral Lemos, Juarez Lopes Cruz, Daniel Luiz dos Santos, Marcos Lopes Cruz, César Vladimir de Bonfim Rocha, Sílvia Maria de Vasconcelos Palmeira Cruz, André Moura (duas vezes, sendo reeleito), Juarez Batista dos Santos e os sucessores no atual mandato, todos foram eleitos com o apoio daquele que se ausentaria do trono. Poucas famílias se revezaram no poder, com maior presença para a família Cruz (três mandatos), seguido pela família Moura e Dória (com dois mandatos cada uma) e por Daniel, César e Juarez (Batista). Neste período três vice-prefeitos assumiram a prefeitura (Nelson Vieira – que era vice de César Rocha), Evaldo de Carvalho – Gago (que era vice de Sílvia Cruz) e Nataniel (que era vice no segundo mandato de André Moura) e um presidente da Câmara Municipal, o então vereador Juarez Batista.

Assim como os nomes, só um partido esteve no poder, mesmo com as mudanças de nome: UDN, que virou ARENA, que virou PDS, que virou PFL, que foi substituído pelo PDT (por força da lei, Juarez Batista substituiu o candidato impugnado Elinho Martins em 2004).

Todos eles, com maior ou menor grau de responsabilidade, tem sua parcela de contribuição para o caos que se instalou na administração púbica, denunciado por um de seus atores, o prefeito afastado Juarez Batista dos Santos em julho de 2007. Todos suspeitavam das práticas udenistas (ou pefelistas), mas ninguém tinha provas.

Os atuais ocupantes do ‘Paço Municipal’ tiveram destacada participação nos governos de André Moura (2007/2004), desde sua concepção, gestação e evolução; parte deles na administração André/Juarez (2005/2007) e permanecem (ou migraram no segundo tempo) para o ‘barco’ governista quando este chegou ao ‘Porto Seguro’ através do comandante Marcelo Deda, eleito governador em 2006.

Separá-los é como ignorar a cabeça como parte do corpo humano. O próprio prefeito em exercício, Antônio Santana (PMDB) foi integrante da bancada de situação desde o primeiro momento, só afastando-se após março de 2007, por isso está sendo vítima de processo de cassação de mandato por infidelidade. Pesa contra ele a confissão feita em um programa radiofônico (Liberdade Sem Censura, apresentado pelo radialista Fábio Henrique)a, quando disse ter estabelecido relações comerciais com a administração municipal, procedimento este vedado para um ocupante de ente público (leia-se Câmara Municipal, de onde ele é membro).

As ameaças formuladas pelo prefeito interino Antônio Santana na última quarta-feira, 14/05, contra a nossa pessoa, sem que tivéssemos escrito uma linha daquilo que ele nos ‘acusava’, são provas cabais, comprova que permanece encastelado na prefeitura municipal a arrogância, a intolerância, a falta de democracia, prática inalterada daquelas que condenamos, mostrando que estamos distantes do coronelismo que apensávamos ter sepultado. Ele reaparece com um poder de destruição muito grande, renovado, anunciando, nos dando um prenúncio da ‘violência’ (queira Deus que estas previsões não se confirmem) que nos aguardam o processo eleitoral, diante da eminência da perda do controle do poder por setores do grupo que se sente dono do mesmo.

É preciso muita calma, muito lexotan (indicado pela medicina para conter distúrbios emocionais, tensão nervosa, ansiedade, agitação, insônia, humor depressivo) e que as lideranças (e as pseudo lideranças) acordem para os novos tempos que sopram nas escolas, nas ruas, campos, construções, para que possamos caminhar, cantar ... afinal, somos todos irmãos (... ou não?)

Prá não dizer que não falei das flores
Geraldo Vandré

Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Somos todos iguais
Braços dados ou não
Nas escolas, nas ruas
Campos, construções
Caminhando e cantando
E seguindo a canção...

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...(2x)

Pelos campos há fome
Em grandes plantações
Pelas ruas marchando
Indecisos cordões
Ainda fazem da flor
Seu mais forte refrão
E acreditam nas flores
Vencendo o canhão...

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...(2x)

Há soldados armados
Amados ou não
Quase todos perdidos
De armas na mão
Nos quartéis lhes ensinam
Uma antiga lição:
De morrer pela pátria
E viver sem razão...
Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...(2x)
Nas escolas, nas ruas
Campos, construções
Somos todos soldados
Armados ou não
Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Somos todos iguais
Braços dados ou não...
Os amores na mente
As flores no chão
A certeza na frente
A história na mão
Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Aprendendo e ensinando
Uma nova lição...
Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...(4x)

Ao belo João Vítor


Por Maria de Lourdes Pereira da Silva * oilourdespereira@oi.com.br

Não sei a quem ele pertence temporariamente, mas sei que cabe a todos e a todas a responsabilidade de garantir a ele e a tantas outras crianças um mundo humano. Percebe-se que estamos perdendo a nossa condição humana, a nossa humanicidade. Não nos olhamos como seres iguais, com a mesma raiz de origem, não a de classe social, mas a de ser humano. Assim, pergunto: O que é feito efetivamente para mudar o mundo? De que forma cada um conduz suas ações em favor do próximo? Quando efetivamente se vota ou se pede voto pensando no melhor para o conjunto da sociedade? Quando foi dito não, para não favorecer apenas a se próprio e prejudicar alguém ou várias pessoas? Quanto tempo do dia é utilizado na defesa dos interesses de uma maioria? Quantos grupos de pessoas são transformados em escada para a ascensão social de um só? Predomina a idéia de família de um só? Quantos efetivamente sabem o que está por trás dos interesses de partidos, sindicatos, religiões, etc.?

É necessária uma reflexão sobre tais questionamentos e se imbuir de uma verdade interior, de sua essência para responder.

Caso aja sinceridade muitos se defrontaram com sua essência puramente individualista, a qual não garantirá esse mundo novo que o João Vitor necessita, como tantos outros Joãos. Mas, fatalmente existiram os que respondem favoravelmente a condição humana isenta da perversa e desumana realidade capitalista.Estes se sintam na responsabilidade de construírem uma sociedade mais justa, mais humana e mais igualitária. E mais se sinta fundamentais para a vida dos vários Joãos que habitam não só Pirambu, mas o mundo inteiro.Um fraterno abraço,Maria de Lourdes

* Maria de Lourdes Pereira da Silva (Dilu) é professora de Geografia (graduada pela UFS) da rede pública estadual. Fundadora da União da Juventude Socialista – UJS (1985) e do Partido Comunista do Brasil – PC do B (1987) em Pirambu

19 de mai de 2008

Estudantes de Pirambu na 6ª Semana Nacional de Muesus


Eles visitaram o Museu da Tartaruga, o Centro de Educação Ambiental da Reserva Biológica de Santa Isabel, encerrando com caminharam pela praia de Pirambu

Dentro da programação da 6ª Semana Nacional de Museus, a Escola Municipal Mário Trindade Cruz promoveu na manhã de ontem, 16, uma visita ao Museu da Tartaruga. A atividade pedagógica foi coordenada pelo professor Claudomir Tavares da Silva, da disciplina História, em parceria com o professor Antônio Carlos Vieira Nunes, da disciplina Geografia.

A visita teve início às 08h00min com uma caminhada que levou da Escola Mário Trindade Cruz até o Centro de Educação Ambiental da Reserva Biológica de Santa Isabel, onde está instalado o Museu da Tartaruga. Devidamente instalados no auditório, os estudantes da 8ª Série A (Matutino) assistiram uma palestra ministrada pelo professor Claudomir Tavares, cujo tema ‘Museus como a Agente de Mudança Social e Desenvolvimento’ foi abordado incluindo elementos da História local.

Em sua fala, Claudomir abordou a importância de incluir os museus como espaço de ação pedagógica, chamando a atenção dos estudantes para visitarem museus,memoriais, arquivos, exposições, não se descuidando da preservação da memória individual e coletiva da comunidade em que vive.

“Os museus são espaços privilegiados de educação patrimonial, e nossa visita a um museu da cidade, e não em Laranjeiras e São Cristóvão, por exemplo, vai no sentido de iniciar todo um processo levando nossas crianças a criar em si a identidade com sua História”, disse.

Segundo o professor Antônio Carlos Vieira Nunes, “neste projeto iremos aprofundar com os nossos alunos conceitos sobre economia, turismo e desenvolvimento do município, discutindo a importância de espaços como estes na formação de emprego e renda”, registrou.

Logo após a palestra de Claudomir, os alunos fizeram curiosas observações nos aquários, e peças do Museu da Tartaruga, conhecendo um pouco mais da fauna marítima, e em especial da Tartaruga Marinha.

Dali foram para a área onde estão localizados os tanques do Centro de Educação Ambiental da Reserva Biológica de Santa Isabel, onde conheceram um pouco sobre o ciclo de vida e das tartarugas marinhas.

Segundo o estudante Francisco Tavares, “agora a gente deveria se organizar e ir conhecer o Oceanário de Aracaju para completar a visita”, empolgou-se.

Terminada a atividade, os estudantes retornaram a Escola Municipal Mário Trindade Cruz, fazendo o percurso desta vez pela praia de Pirambu, onde puderam ver marcas da poluição que tem sido vítima o mar e as praias, da qual Pirambu é um exemplo significativo.

Já na escola, onde chegaram por volta das 10h00min os estudantes relaxaram, lancharam e se dirigiram as suas residências, assumindo o compromisso de dar seqüência ao estudo desta visita técnica na próxima semana, quando teremos o retorno na sala de aula.

Esta ação de Educação Patrimonial é uma seqüência daquela iniciada em anos anteriores, desenvolvida em escolas de Pirambu (Escola Municipal Mário Trindade Cruz e Colegio Estadual Josaé Amaral Lemos), Aguilhadas (Escola Municipal Silvino Antônio de Araújo), Maribondo (Escola Municipal Odete Pereira de Santana) e na cidade de Propriá (Colégio Estadual Joana de Freitas Barbosa). Na Escola Mário Trindade Cruz, está estruturada em ações como o Projeto ‘Nos Rastros do Imperador’ – 2005 e ‘Re-Descobrindo Pirambu“ – 2005, 2006, 2007 e 2008 (sede do município num primeiro momento e povoados na segunda etapa).

Segundo os professores Claudomir Tavares e Antônio Carlos, “para a realização desta atividade, foi fundamental o apoio recebido da direção da Escola Municipal Mário Trindade Cruz, através das professoras Cláudia Tavares da Silva Corria (Diretora) e Liliane Vieira Nunes (Supervisora do Ensino Fundamental) e do Centro de Educação Ambiental da Reserva Biológica de Santa Isabel, a quem agradecemos na pessoa da bióloga Marilda Weber e, principalmente, os estudantes da 8ª Série A, cujo comportamento e interação na atividade foi digno de louvores”, testemunharam.

A Semana – Promovida desde 2003 pelo Departamento de Museus e Centros Culturais do Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Demu/Iphan) e a Associação Brasileira de Museus (ABM), a Semana Nacional de Museus tem o propósito de integrar os museus brasileiros e intensificar sua relação com a sociedade. No ano passado, cerca de três milhões de pessoas prestigiaram os eventos.

Na edição deste ano foram registrados 1420 eventos em 447 museus de todas as regiões do país. O município de Pirambu tem registrada sua participação pela primeira vez, apesar deste trabalho estar sendo realizado há cerca de 20 anos, o que marca seu pioneirismo no interior de Sergipe.


Fonte: www.tribunadapraia.com - Em: 17/05/2008

18 de mai de 2008

Quem não pode com o pote, não pega na rodilha


Sobre as ameaças do prefeito Antônio Santana contra o professor Claudomir Tavares

Episódios dessa natureza já viraram moda em Pirambu. Quando a população que vive cansada dos absurdos cometidos pelos gestores que visitam, ou melhor, se apropriam dos órgãos públicos em nosso município, reage e põe a boca no trombone, logo vêm às reações de quem não tem equilíbrio para responder com firmeza as reclamações dessa gente.

Os editores deste blog viveram situação semelhante no ano passado, quando por pouco não fosse a sensatez do Ministério Público, os mesmos sofreriam um processo de uma pessoa que não aceitou as críticas, mesmo que comprovadamente verídicas levantadas por este blog. Enfim, quem não pode com o pote não pega a rodilha.

Meus Senhores, minhas senhoras, juventude de Pirambu a ditadura é passado, a censura é passado, o coronelismo é passado... Nos dias atuais não se admite atitudes antidemocráticas do tipo que a população de Pirambu presenciou na tarde de quarta-feira. Pelo visto o aluno não estudou a lição. Os anos de vivência na política partidária não se transformaram em experiências para lidar com situações dessa natureza. Precisamos mudar nossos conceitos.

Por fim, pra que tanto estardalhaço? Basta se utilizar das mesmas ferramentas que por hora denúncia e se justificar... Justificar as viagens nos fins de semana, a fartura de emprego na prefeitura em época de crise financeira (pelo menos é o que fazem ultimamente, dizer que não tem dinheiro)... é só justificar!!!

A imprensa sergipana (subtraindo aquela que sobrevive do jabá) tem contribuído para levar à tona a farra dos gestores descompromissados com o povo dessa cidade. Por isso o Blog dos Professores de Pirambu repudia veementemente a atitude do vereador e atual prefeito de Pirambu Antônio Fernandes de Santana e se solidariza com o companheiro Claudomir Tavares, cidadão pirambuense que não tem medido esforços para promover a conquista da democracia em nosso município.

Fonte:
www.professorespirambu.blogspot.com – Em: 15/05/2008

17 de mai de 2008

Condomínio Pirambu, chamem o cínico, ou ...

... desculpem a palavra certa é Síndico...
Por Dayse Rocha
pirambucontracorrupcao@gmail.com

Afinal o Síndico de um condomínio tem como responsabilidade geri-lo, segundo o dicionário significa: antigo procurador de uma comunidade; sindicante; aquele que é encarregado de uma sindicância; advogado de corporação administrativa.
E o Cínico segundo o dicionário tem como significado: imprudente; desavergonhado; descarado; impassível...Desculpem apenas o som é parecido e não o significado...Troquei as bolas!! (rs)

Chamaremos aqui esta política que ocorre há anos nos municípios brasileiros de política de fundo de quintal (ou melhor, seria ainda de fundo de fazenda, ransos do coronelismo!!), quem entra coloca SEUS pintinhos, porquinhos, bodinhos, galinhas e aí o curral e o celeiro estão formados, seu pasto seco como nunca, de repente num piscar de olhos passa a ser verdejante e a ter "vacas" gordas, bonitas, invejáveis; a casinha vira MANSÃO, o carrinho vira CARRÃO, a vaquinha vira BOIADA, o sitiozinho vira FAZENDASSSSSSSSSS....... e por aí vão torrando nosso precioso dinheiro, que deveria ser gasto com SAÚDE, EDUCAÇÃO, HABITAÇÃO, melhores condições de vida, GERAÇÃO DE EMPREGO, SIM, POIS O POVO É TRABALHADOR, SÓ PRECISA DE OPORTUNIDADES DE VERDADE, NÃO SÓ PARA PINTAR MEIO FIO E COÇAR O S......... O RESTO DO DIA.

Não importa as consequências, fulano, sicrano, beltrano, não importa se tem competência ou não, importa que é meu amigo, meu filho, minha cunhada, meu tatatataraneto.....minha vizinha ela é tão gente fina, merece também mamar na vaca!!!
Vamos aproveitar a farra.....se os outros puderam e estão por aí andando livremente, "eu também posso" dizem os Síndicos do Prédio ou seria Cínicos (acho que me atrapalhei de novo), e já passaram muitos por aqui, até hoje não vi real preocupação com o POVO, COM O BEM ESTAR DA POPULAÇÃO!! ( uma amiga minha que está na Austrália me contou que os políticos lá lutam realmente pelo povo e pelo seu bem estar),,,,que diferença dos daqui que só pensam em seus próprios umbigos... em colocar nome de escolas e ruas, estátuas, inauguram pedaço de calçamento (o preço pra fazer foi inteiro, mas vamos fazer só um pedaço e ratear a sobra!!!!). Porque Roubar POOOODEEEEEEEE!!!!!!!!!!!!!!!!!

E o mais engraçado que os que ocupam cargos meramente temporário pensam que tem o rei na barriga e mudam completamente seus hábitos, seus trajes, seus CARROS e principalmente seus tratamentos com o próximo e até com os mais próximos.....
Outro dia vi um desses secretários se lambuzando com a gordura farta de vários espetos de picanha, é isso: P I C A N H A, quem um dia estava chorando por estar falido e lesado pelo Síndico anterior. Estranho né!!
E o que sobra pra nós, pobres sobreviventes que pagam seus impostos em dias, acho que nem o carvão.....

E agora ficam se justificando com vocabulários jurídicos, pensando que nos enganam; já foi o tempo em que o povo não sabia o que REALMENTE estava acontecendo; agora só não ver quem não quer...as coisas estão mais claras do que nunca!!!
Cabe a cada um de nós cruzar os braços ou abrir o Bocão e dizer como Dona Gioconda: CHEGA!!!CHEGA!!!!CHEGA, DESTA IMPUNIDADE, DESTA FALTA DE VERGONHA......CHEGA""""
Independente de partido, religião, cor, idade, está mais do que na hora de despertarmos destes pesadelo que suga o nosso sono, o nosso dinheiro e a nossa dignidade de viver.
É ISSO Aí Gioconda; CHEGA!!!!!!!!!

* Dayse Rocha, numa manhã de muitas dúvidas sobre o futuro de Pirambu, 15/05/2008
e-mails para: pirambucontracorrupcao@gmail.com

16 de mai de 2008

Pirambu não é curral - Parte I


É preciso ficar atento e não permitir que o 'velho' reapareça travestido de 'novo'
Por Claudomir Tavares claudomir@infonet.com.br

Nos últimos anos o município de Pirambu tem sofrido profundas perdas, algumas delas irreparáveis. Por mais que tenhamos a cultura de por a culpa nos outros, é necessário se fazer uma reflexão e entender que, cada um de nós, em maior ou menor grau, tem sua parcela de culpa. Nestas horas, humildade e capacidade de reconhecer equívocos são qualidades inarredáveis.

Ao escrever este texto, 'peguei' emprestado uma frase enviada por uma amiga através de e-mail. Tive a ousadia de não pedir sua autorização, até por que que acredito que a mesma não colocaria objeção. 'Pirambu não é curral'.

Como estamos às vésperas de mais uma eleição, alguns cenários estão sendo montados, outros remodelados e raros tem se colocado como alternativa. O pior nisso tudo é que os 'times' estão sendo escalados com 'atletas' que recentemente jogavam na equipe que vinha 'vencendo' (sabe lá utilizando quais expedientes) os campeonatos, tendo estes atores sociais 'largado o osso', quando o barco já estava a deriva. E aí mora o perigo de se misturar com atletas 'bichados'.

Continua...

15 de mai de 2008

Fique de Olho


Antônio Santana reage com ameaças
Mostrando-se despreparado para a função e visivelmente nervoso, prefeito reage com ameaças as matérias veiculadas na Tribuna da Praia, mesmo não sendo elas de nossa autoria
Por Claudomir Tavares
claudomir@infonet.com.br

Mostrando-se totalmente despreparado para a grandeza do cargo que ocupa, o vereador Antônio Fernandes de Santana, prefeito em exercício da cidade de Pirambu, não está sabendo digerir as matérias jornalísticas que tem sido veiculadas na imprensa sergipana e, como fazemos ao longo dos últimos quatro anos, transcritas na íntegra na Tribuna da Praia, jornal online que publica simultaneamente esta Coluna e textos veiculados neste Blog.

Demonstrou isso às 16h35min de ontem, 14, quando parou seu veículo para nos ‘agradecer’ pela ‘publicidade’ que estamos fazendo. O vereador mostrou que não leu, e seu leu não compreendeu (é compreensível), pois nenhum dos textos publicados (e era sobre eles que o prefeito se referia) na Tribuna da Praia on-line desde o último domingo continha nossa autoria. Dizendo-se que tinha 64 anos e não iria tolerar mais este tipo de atitude, que quem manda na prefeitura (será que queria dizer ‘manda’ na cidade) era ele e não Zé Nilton e que Dr. Fauto (Leite) apenas o ajuda (pago por quem?). Só ele falava, numa prova de quem prima pelo diálogo (lamentável).

Atitude reprovável

Estranha esta atitude do prefeito, presenciada por George Almeida Campos com quem conversávamos há um 10 minutos e nos últimos cinco minutos de conversa com Gilson dos Santos (Salgado), além de dezenas de curiosos que se aglomeravam na calçadas das residências do cruzamento e imediações da Rua Mário Trindade Cruz, com Avenida Agostinho Trindade e Rua Givaldo Moura da Silva, que demonstraram tamanha indignação e repulsa a uma atitude destemperada da principal autoridade do município. Segundo George, “nem Zé Nilton, pré-candidato a prefeito e citado nas matérias de Cícero Mendes
(Jornal da Cidade) e de Cláudio Nunes (Portal Infonet) teve um comportamento reprovável como este”, testemunha. Será que o vereador acha que o período que passará a frente da prefeitura de Pirambu só colherá os bônus? Não, terá que arcar com os ônus dos atos de gestor do patrimônio público, o que ele deveria saber, já que pertence a um puder fiscalizador, a Câmara Municipal.

Ameaças

O prefeito sempre teve o espaço da Tribuna da Praia, jornal que fundamos em 1983 e edição on-line no ar desde 2004 e em nosso Blog, a sua disposição, e se não utiliza, é por que não domina a tecnologia da intenet ou não nomeou um novo assessor de imprensa, em substituição ao competente radialista Flávio Lima, que respondia por esta função até o início de abril de 2008. Visivelmente nervoso e mais vermelho do que de costume, Santana deferiu tons ameaçadores, ao que ouviu de nossa parte que não tememos suas ameaças e que ele não faria conosco o que fez com o vereador Luciano Acciole, durante a Festa de São José da Caatinga em março de 2005, quando covardemente o agrediu fisicamente. Tonho Santana então disse que iria dizer a meu pai (Francisco Pereira da Silva) para que ele me calasse e lembrou que minha irmão, a professora Cláudia Tavares era diretora da Escola Mário Trindade Cruz (se ele se refere ao fato de que está mantendo ela no cargo de diretora para nos manter enquadrado, o Ministério Público precisa conter esta confissão de utilização da máquina pública em benefício próprio).

Não nos surpreendemos

Apesar de lamentar as atitudes antidemocráticas de Tonho Santana, elas não nos surpreende. Ele recorre ao seu estado ‘temperamental’, como ele fez questão de dizer: “Eu tenho 64 anos e sou temperamental’. Demonstrou isso contra o vereador de Japaratuba Luciano Acciole (PT) em 2006ª, contra a professora Tereza Cariri, quando esta defendeu o fim da vlharia (não na idade, mas nas idéias) no parlamento municipal, e contra o empresário Rui Boilivar, proprietário do Restaurante Pirambeleza, em 2007, quando este questionou a independência de alguns integrantes da Câmara Municipal, dores tomadas pelo vereador. Somos só mais um no currículo do vereador que acha que é rei e que tudo pode – e pode é?

Espaço aberto

O prefeito Antônio Santana tem demonstrado ultimamente este comportamento de nervosismo e de despreparo para a função que por força judicial ocupa desde 15 de fevereiro de 2008, mas sempre teve e terá espaço tanto na Tribuna da Praia, jornal que dirigimos (no momento estamos licenciados por opção pessoal), tanto em nosso Blog, espaço que utilizamos para expressar livremente nossas idéias. De nossa parte, não vamos mudar nosso comportamento respeitoso que sempre nutrimos pelo cidadão Antônio Santana, entendendo que se ele age desta forma,é pelas possíveis pressões que tem recebido,pele eminência de perder o mandato de vereador por infidelidade partidária ou pela possível ação do Ministério Público sobre sua gestão, conforme prevê o jornalista Cláudio Nunes em sua coluna na Infonet.

Respeito a minha família

Quanto às ameaças de envolver minha família, espero que o prefeito tenha juízos os deixe fora disso, ficando ele a vontade para solicitar o cargo de diretora de minha irmã, a professora Cláudia Tavares, uma vez que sua indicação e permanência lá aconteceu durante a intervenção, a qual tivemos a coragem de denunciar as mazelas e, como agora também termos sofrido perseguições. O prefeito tem o direito de manter ou não no cargo, uma vez que não pedimos para que a intervenção a nomeasse e não pedimos a Tonho Santana que a mantivesse. Quanto às ameaças, nos reservamos ao direito de denunciá-las a Polícia e a Justiça, o que não gostaríamos de fazer, pois assim só comprometeríamos ainda mais a já complicada situação do prefeito (conforme tem noticiado a imprensa sergipana), que pelo seu comportamento, não parece nada boa.

Por fim

Por fim, peço a Deus que dê juízo ao prefeito Antônio Santana, que de suas ações dependem o destino dos cerca de 8 mil habitantes de Pirambu. Saiba o prefeito que o tempo de coronéis já acabou, que ele não está acima da lei. Até hoje sobrevivi graças ao meu trabalho, tenho dois empregos (professor da rede municipal e estadual) conseguidos pela porta da frente, através de concurso público, não respondo a nenhum processo por ter atentado contra a ordem, a pessoas ou a instituições. Acreditamos que o prefeito também tenha requisitos como estes para que não saia por aí achando que,por ser forte, ache que é dois. Uma última informação não agrada a Tonho Santana: ninguém, neste mundo de Deus nos impedirá de continuar levando como fazemos ao longo de 25 anos, a verdade a nossa comunidade, exercitando a liberdade de expressão, direito dado a ele, caso seja solicitado. É por estas e outras que o município de Pirambu, desde há muito tempo cresce como rabo de cavalo – pra baixo. Uma pena!

Frase da semana:

“É preciso falar cada vez mais da qualidade de vida política do nosso país, o que requer, de um lado, a eterna vigilância contra aqueles políticos que não perdem a oportunidade para fazer de sua caneta um pé de cabra e, de outro, valorizar, por modo superlativo, os que tornam a política a mais essencial, a mais bonita, a mais realizadora de todas as vocações humanas, a vocação de servir a todo o povo”. (Carlos Ayres de Britto – Presidente do TSE)

Comunistas aguardam reunião para definir posições


Pré-candidatos aguardam um chamado do presidente Alexandre Espinheira para tomarem uma decisão em conjunto

Fundado em 1987, há mais de 20 anos, o PC do participou de quatro eleições municipais, sempre com um único candidato a vereador. Em 1988, elegeu Ivânia Pereida da Silva (Vanda) a primeira mulher vereadora de Pirambu. Quatro anos depois, não obteve êxito com o professor Gilberto Santos, que não manteve presença dos comunistas na Câmara Municipal.

O PC do B voltava à disputa por mandatos de vereadores em 2006 com Cláudio dos Santos Pinto (Claudinho do SESP) e em 2004 com Vanderley Pereira da Silva. Dos seus quadros fazia parte o saudoso João da Silva, Andrade, ex-vereador por dois mandatos: 1967/66 (pela UDN) e 1977/83 (pelo PMDB).

Apesar de ter sido sempre controlado por uma família, o PC do B tem uma tradição de realização de Conferências (espécie de encontros ou convenções), Plenárias (reuniões ampliadas da direção e filiados) e Plenos do Comitê Municipal (equivalente aos diretórios municipais dos demais partidos). Esta é a forma de organização do PC do Ba, que junto com o PCB e o PPS reivindicam a data de fundação em 25 de março de 1922, há 86 anos.

Atualmente o PC do B é presidido em Pirambu pelo ex-candidato a vereador (2000 e 2004) Alexandre Espinheira, filho do saudoso advogado Dr. Elias Espinheira, um jovem de boa índole e com uma vontade imensa de promover mudanças profundas nas estruturas de Pirambu, bastante maltratado pelos prefeitos que se sucederam ao longo dos últimos quase 43 anos.

É com este currículo e trajetória de lutas que o PC do B se apresentará ao eleitorado em 05 de outubro com uma plêiade de pré-candidatos a vereadores, entre eles o professor e líder do movimentos sociais Assis Conceição, o funcionário público municipal Mário Sobrinho, o líder de movimentos de juventude Edson dos Santos Júnior, o agricultor Luís Fernando (Lulu), o ex-vereador Maciel de Deus Alves (atual presidente do Condepi), a dona de casa Alexandra Espinheira (esposa de Alexandre) e o próprio Alexandre, que se coloca como pré-candidato prefeito, sendo um candidato em potencial a vereador dentro do partido.

Segundo o professor Assis, é esperado “que Alexandre Espinheira marque o mais breve possível uma reunião com a direção do partido e os possíveis pré-candidatos para que seja tomada uma decisão conjunta e não monocrática, onde de forma coletiva, possamos definir quais rumos tomaremos na Convenção Municipal que realizaremos em junho”, disse.

Concordando com Assis, Mário Sobrinho disse que “os demais partidos já estão se articulando e o PC do B não pode ficar de braços cruzados esperando para se definir quando todos os times já estiverem em campo”, completou.

Embora respeite a posição de Alexandre Espinheira em querer ser ao pré-candidato a prefeito, os dois acham pré-maturo que um partido cuja participação nas últimas eleições entrou em campo com um único candidato a vereador, agora decida disputar uma campanha majoritária. Ambos defendem que o PC do B componha uma chapa proporcional, de preferência com o PV e outros partidos menores, se aliando na chapa majoritária com o PT e o PSB, foi o que deixaram transparecer os pré-candidatos que estão ‘agoniados’. Disposição de luta pelo voto dos pirambuenses é o que não falta aos pré-candidatos a vereadores comunistas.

· Partido Verde

Embora tenha definido em sucessivas reuniões que terá candidatura própria, confirmado na última reunião ocorrida no final de abril, o Partido Verde não está se furtando em reunir-se com as demais forças políticas, desde que distantes do ex-prefeito André Moura e da atual administração municipal. Assim, estava marcada uma reunião com o PMDB, que tem como pré-candidato o economista José Nilton Souza para o dia 07 de maio, não realizada por problema na agenda de alguns dirigentes. Esta reunião deve acontecer antes do dia 28 de maio, quando os verdes ouvirão os peemedebistas antes da realização de uma nova rodada de reunião na Câmara Municipal. Da outra parte, o PV foi convidado pelo PT para uma reunião que se realizará no próximo dia 27 de maio, na residência do senhor Gilvan Sousa, quando então deverá ouvi também as propostas dos petistas, que tem como pré-candidato Vado de Gago. Com convenção marcada para o dia 30 de junho, os verdes tem como pré-candidatos a prefeito o professor Claudomir Tavares, o comerciante Cláudio Biriba e o armador Géllise Bispo.
Fonte: www.tribunadapraia.com - Em: 15/05/2008

Pirambu na VI Semana Nacional de Museus


Estudantes do Mário Trindade Cruz terão aula especial no Museu da Tartaruga

Entre os dias 12 e 18 de maio de 2008, com o tema ‘Museus como a Agente de Mudança Social e Desenvolvimento’, acontece a 6° Semana Nacional de Museus. Na edição deste ano foram registrados 1420 eventos em 447 museus de todas as regiões do país. Com destaque para a região Sudeste, com 569 eventos em 169 museus.

Os eventos contaram com programação diversa: projetos educativos e culturais, visitas monitoradas gratuitas, palestras, seminários, projeções de filmes, oficinas, espetáculos teatrais e shows, gincanas e outras inúmeras ações.

Promovida desde 2003 pelo Departamento de Museus e Centros Culturais do Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Demu/Iphan) e a Associação Brasileira de Museus (ABM), a Semana Nacional de Museus tem o propósito de integrar os museus brasileiros e intensificar sua relação com a sociedade. No ano passado, cerca de três milhões de pessoas prestigiaram os eventos.

Pirambu estará presente

Aqui em Pirambu pela primeira vez é registrada uma atividade desta natureza, como resultado do Projeto de Educação Patrimonial, desenvolvido há mais de 15 anos pelo professor Claudomir Tavares da Silva, das escolas Mário Trindade Cruz (rede municipal) e José Amaral Lemos (rede estadual). A iniciativa consiste em levar alunos da 8ª Série A para uma aula no Museu da Tartaruga, localizado no Centro de Educação Ambiental da Reserva Santa – Rebiosa/Projeto Tamar. No local os alunos assistirão palestras coordenadas pelo professor, vídeos e conhecerão de perto as instalações e peças existentes no primeiro e único museu que se tem notícia nesta cidade.

Segundo Claudomir Tavares, “temos em nossa cidade vários espaços propícios para uma ação pedagógica de educação patrimonial, e a inclusão do Museu da Tartaruga e Centro de Educação Ambiental contribuirá fundamentalmente para ampliação e consolidação de nossa proposta, que é um projeto em construção, aberto as novas contribuições”, disse.

Fonte: www.tribunadapraia.com - Em: 15/05/2008

Japaratuba se despede de Nena

Por Claudomir Tavares claudomir@infonet.com.br

A História da Educação em Japaratuba está menor a partir de hoje, com a ausência entre nós da professora Márcia Luzia Moura, conhecida por todos como Nena. Professora da rede pública estadual, ela desempenhou suas atividades profissionais na cidade de Japaratuba e Pirambu.

Na vizinha cidade serviu na Diretoria Regional de Educação e na Escola Estadual Senador Gonçalo Rollemberg, onde chegou a condição de Diretora, depois de ter ocupado destacadas funções na educação pública na instituição, sendo a mais nobre a de professora.

Aqui em Pirambu, a relação de Nena com a educação se deu através do Colégio Estadual José Amaral Lemos, onde foi supervisora no período de 2005 e 2006 o Projeto Se Liga. Atualmente estava lotada na Escola Estadual Gonçalo Rollemberg, indubitavelmente sua paixão, extensão de sua vida.

Em meu nome, e peço licença aos colegas para estender a todos os professores de Pirambu (de ambas as redes), queremos agradecer a Nena as lições assimiladas e o prazer da amizade compartilhada. Figura humana sensacional, com certeza estará em boa companhia de Dona (Maria de Souza Campos), Neide Rodrigues (mãe de Gilney), Nailde Rodrigues (esposa do inimitável Dudu do Cartório) e tantas fantásticas professoras que escreveram algumas das mais belas páginas da História da Educação de Japaratuba.

Marisqueiras de Pirambu recebem fardamento

Sessenta e nove marisqueiras que trabalham no entreposto de pesca da Conselho de Desenvolvimento Comunitário de Pirambu (Condepi) estão comemorando. Elas receberam do Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides), fardamento completo para o trabalho, composto de calça, jaleco, botas e luvas, além de cinco bancadas de inox para a área de beneficiamento do pescado.

Para Edna dos Santos, 39 anos, "a esperança, que estava quase perdida, agora vai ser renovar, pois vamos trabalhar em boas condições e poderemos vender mais". Edna é marisqueira há 20 anos e disse que ela, o marido e os cinco filhos dependem exclusivamente do trabalho no entreposto. "Meu marido faz biscate aqui no entreposto. Se isso aqui parasse, seria terrível. Agora, tudo vai melhorar", afirmou.

Segundo o presidente da Condepi, Maciel de Deus Alves, o entreposto seria interditado por falta de higiene. Numa reunião com diversos órgãos públicos, foram apontadas soluções para o entreposto. "Negociamos nossa dívida com a Deso e conseguimos a religação da água. Recebemos a doação do piso para reforma da área de beneficiamento do pescado e banheiros. E agora recebemos os uniformes para as marisqueiras. Todos estamos agradecidos, marisqueiras, pescadores, donos de barco", explicou Maciel.

Fonte: ASN - Em: 15/05/2008

Secretário é nomeado membro do Conselho Nacional de Educação


O secretário de Estado da Educação, professor José Fernandes de Lima, foi nomeado pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, membro do Conselho Nacional de Educação. O secretário vai exercer um mandato de quatro anos na Câmara de Educação Básica. A designação presidencial ocorreu no dia 13 de maio e foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 14.

É a primeira vez que um sergipano ocupa um cargo no Conselho Nacional da Educação. Na década de 1960, o Arcebispo Dom Luciano Cabral Duarte foi membro do Conselho Federal de Educação. O professor Lima afirmou sentir-se honrado por ser escolhido pelo presidente a participar desse seleto grupo de professores e educadores. "Tentarei trabalhar de tal forma que possa representar bem o Estado de Sergipe".

O Conselho Nacional de Educação é um órgão colegiado integrante da estrutura de administração direta do Ministério da Educação (MEC). Ele foi criado nos termos da Lei 9.131, de 24 de novembro de 1995. As normas de funcionamento do Conselho Nacional de Educação constam de seu Regimento Interno, aprovado pelo ministro da Educação, nos termos da Portaria MEC nº 1.306, de 2 de setembro de 1999, que teve por base o Parecer CNE/CP 99/99.

Histórico

A primeira tentativa de criação de um Conselho na estrutura da administração pública, na área de educação, aconteceu na Bahia, em 1842, com funções similares aos boards ingleses. Em 1846 a Comissão de Instrução Pública da Câmara dos Deputados propôs a criação do Conselho Geral de Instrução Pública.

A idéia de um Conselho Superior somente seria objetivada em 1911, com a criação do Conselho Superior de Ensino. A ele seguiram-se o Conselho Nacional de Ensino, em 13/01/1925, Conselho Nacional de Educação, de 11/04/1931, Conselho Federal de Educação e Conselhos Estaduais de Educação de 20/12/1961. Em 11/08/1971 foi criado os Conselhos Municipais de Educação e, em 1995, foi criado o novo Conselho Nacional de Educação.

Fonte: Ascon/SEED - Em: 14/05/2008

A resposta de Fausto Leite

Em respeito aos nossos internautas, segue, na íntegra, as explicações do advogado Fausto Leite às informações veiculadas no site Tribuna da Praia, de autoria do jornalista Cícero Mendes.

Em primeiro lugar quero expressar o respeito que tenho por sua “pena”, pois não tenho dúvidas que seus escritos são objetivos e sinceros. Todavia dirijo-me à Vossa Senhoria para balizar alguns pontos do texto publicado no site do Tribuna da Praia, em 14/05/2008, alertando que jamais fiz qualquer crítica ao Caderno Municípios – JORNAL DA CIDADE -, onde também sou jornalista e advogado. Acredito que o foco usado no texto explicativo merece algumas ressalvas por não ser in totun verídico. Ressalto ainda que o “informante” e/ou a “fonte” usou de subterfúgio induzindo-o a erro. Senão vejamos:

Quanto à afirmação:

“... Vejamos: Quem levou o advogado Fausto Leite para a prefeitura? Doutor Fausto, pra quem não conhece, é advogado particular de Zé Nilton e diretor do Departamento Jurídico do Detran, órgão do qual o peemedebista ocupa a Direção Administrativa e Financeira. Só o contrato do seu escritório jurídico com a prefeitura custa a bagatela de R$ 12 mil...”

Não tenha dúvidas que sou advogado particular do doutor José Nilton de Souza. Minha função no DETRAN/SE não impede o exercício da advocacia, exceto contra o Estado. Outrossim, faz-se necessário o conceituado jornalista saber que em 12 (doze) anos de formados fomos procurador dos seguintes municípios: Nossa Senhora do Socorro; Boquim; Nossa Senhora das Dores; São Cristóvão; Cristinápolis; Japaratuba e Santo Amaro das Brotas/SE; dentre outros, onde atuamos sempre no campo administrativo, fato este que justifica o contrato em tela, como também, o mesmo não é apenas da pessoa física de Fausto Goes Leite Jr., mas sim de um grupo de advogados que compõem nossa banca advocatícia. Talvez, os personagens que passaram à informação esqueceram de salientar que a Prefeitura de Pirambu nunca foi tão bem assistida juridicamente quanto está sendo agora. Informo também que pelo menos 03 (três) dias da semana, no período vespertino, despachamos na Prefeitura e/ou na Procuradoria do município. A “bagatela de R$ 12 mil...”, contém também despesas outras que não foram descritas pelos personagens que lhe passaram às informações, como por exemplo, combustível, fotocópias, deslocamento para outros Estados, autenticações, e demais.


Quanto à afirmação:

“... Além disso, o próprio doutor Fausto levou para lá o seu amigo e colega de profissão, Manoel Luís, cujo contrato é de R$ 10 mil...”

O contrato do doutor Manoel Luiz de Andrade o qual confesso que tenho orgulho de ser amigo pessoal e que o convidei para fazer parte da equipe do prefeito Antônio Fernandes de Santana, tem por objeto as defesas do Tribunal de Contas da União, do Tribunal de Contas do Estado, INSS e outros. É público e notório a situação do município graças às administrações de outrora. A remuneração é compatível para o múnus. Basta Vossa Senhoria rever os contratos das administrações passadas quanto aos escritórios da advocacia que verá que o valor cobrado pelos dois contratos não chegam a ¼ do que a prefeitura de Pirambu desembolsa hoje.

Quanto à afirmação:

“... E a relação não pára por aí. Doutor Fausto colocou ainda para ocupar cargos de comissão sua colega de escritório, doutora Cíntia, atual procuradora do município...”

Quanto à doutora Cinthia Almeida Lima, procuradora do município, sua escolha não foi pelo fato da mesma ser colega de escritório, pois como Vossa Senhoria bem sabe o nosso escritório é composto por 08 (oito) advogados, inclusive dois deles já fizeram parte da assessoria do prefeito afastado Juarez Batista. A preferência da indicação da doutora Cinthia Lima deve-se primeiro pela sua competência, pois é pós-graduada em Direito do Trabalho e processo civil latu senso. Hoje, graças à desídia das administrações passadas, o município de Pirambu responde há mais de 600 (seiscentos) processos judiciais, entre as esferas trabalhistas e cíveis. A doutora Cinthia realiza cerca de 50 (cinqüenta) audiências semanais, fato este que pode ser comprovado nas varas da Justiça do Trabalho de Maruim e Aracaju, no Distrito de Pirambu, na Justiça Federal, além dos procedimentos administrativos em outros órgãos. Nas administrações passadas existia um escritório contratado por um valor fixo, e com um aditivo de 1 (um) salário mínimo por audiência o que chegou a somar uma despesa de mais de R$ 100.000,00 (cem mil reais) para os cofres de Pirambu em apenas 2 (dois) meses, situação esta que foi tentada a ter continuidade pelo escritório e que foi rejeitado em parecer pela doutora Cinthia Lima. Este acontecimento não foi citado pelo personagem que lhe passou as informações, digamos que truncada.

Quanto à afirmação:

“... duas alunas na Faculdade de nomes: Fernanda e outra, para servirem de prepostas nas audiências...”

Esta indagação é preciso salientar que procuramos pessoas ligadas ao curso de direito. Ora é muito mais prático contratar alunos de direito para atuarem como prepostos da prefeita, pois já conhecem a linguagem jurídica. A senhorita Fernanda é aluna do 4º. Período de direito, já estagiou em dois escritórios de advocacia, foi gerente da uma clínica de grande porte em Aracaju. Mas não apenas esses acessórios a fez ser contrata, o fato é que houve uma seleção no curso de direito da Faculdade Sergipana, onde sou coordeno, e a senhorita Fernanda no universo de 12 (doze) concorrentes foi a melhor. A segunda aluna em que o personagem informante de Vossa Senhoria diz não saber o nome é por que se trata de uma munícipe e que conhece uma boa parte da população de Pirambu, talvez este predicado o fez esquecer da necessidade de ter uma estudante de direito exercendo o múnus de preposta do município e que conhece as pessoas que realmente trabalhavam na prefeitura, pois em outrora a história era contada de outra forma.

Quanto à afirmação:

“... para o setor de compras Péricles, também aluno; para atuar na secretaria de Pesca, a técnica em turismo, Daniela, irmã de Péricles...”

Na verdade Péricles e Daniela informo que não foram indicações minha e não são e nunca foram meus alunos, mas o que tenho a comentar que estão desempenhando um trabalho excepcional. A Daniela, por exemplo, que é formada em Turismo foi a responsável pelo projeto do São João que será patrocinado pelo Governo do Estado. Confesso com tristeza em não ter indicado-os, pois são profissionais que trabalham e honram o poder público.

Quanto à afirmação:

“... para o setor de licitações, Augusto ...”

O contador Antônio Augusto que foi indicado para o setor de licitações trata-se de um técnico respeitado que conduz os processos de licitações nos municípios de Propriá e Japaratuba. É formado em contabilidade e pós-graduado em administração pública, pregoeiro oficial e membro da Ordem dos Pregoeiros do Brasil. Não estamos falando de pessoas que ocupam de cargos de serviços gerais e/ou motorista que por muitos anos trabalhavam no setor de Licitações. Assumo a indicação, embora o mesmo não tivera sido meu aluno na faculdade.

Quanto à afirmação:

“... outro seu aluno para o cargo de técnico de informática...”

O técnico de informática que também não sei quem é não é meu aluno, não foi indicação minha, mas segundo informações em duas semanas de trabalho resolveu os problemas de informática básica, onde nas administrações passadas pagava aí sim “a bagatela” de quase R$ 5.000,00 (cinco mil) reais pela manutenção dos computadores que só viviam com problemas de víRus. Desta feita, o prefeito Antônio Santana demonstra respeito ao erário público.

Quanto à afirmação:

“... um advogado recém formado para atuar como Defensor...”

Este advogado recém formado para atuar como Defensor Dativo, estamos falando do Dr. Vinícius Aragão que todos os dias está na Procuradoria atendendo a população carente do município, visto que, não há defensor público na Comarca. Nas administrações anteriores havia um escritório contratado que somente às terças-feiras, dia do em que o juiz comparece no Distrito. Hoje, a população carente de Pirambu tem um profissional de direito de segunda à sexta-feira. Informo que não foi indicação nossa.


Quanto à afirmação:

“... para a controladoria, Doutora Elza...”

A doutora Elsa Ribeiro é bom salientar que a mesma é especialista em direito tributário e já foi secretária de finanças de Estância. Elsa também presta assessoria tributária em outros municípios de Sergipe e da Bahia. A indicação não foi nossa, mas é uma profissional competente que vem fazendo mudanças significativas no governo de Antônio Santana.

Quanto à afirmação:

“... para a contabilidade, doutora Rita (mesma da intervenção)...”

A indicação da doutora Antônia Rita foi do prefeito Antônio Santana que manteve seus serviços pela competência e honestidade em que a mesma desempenhou suas funções durante o período da Intervenção.

Quanto à afirmação:


”...seu motorista no DETRAN, sargento Conceição, que tem CC nos dois órgãos...”

Quanto ao sargento Conceição é de bom salientar que o mesmo não tem cargo de comissão no Detran/SE. Conceição faz a segurança do prefeito nos finais de semana. Basta analisar o quadro de seguranças das administrações anteriores. Esta indicação foi nossa, pois é comum nós sairmos de Pirambu durante a semana à noite.

Quanto à afirmação:

“... A relação segue ainda com outro aluno do doutor Fausto, o engenheiro Sidnei, que fez contrato para obras em Pirambu, junto com o secretário de Obras, Ricardo Lemos, indicado por Zé Nilton...”

O engenheiro Sydnei nunca fez contrato com a prefeitura e desafio os personagens a provarem o contrário. Apenas por ilustração a engenheira que passou no último concurso público já foi convocada para assumir a função. Sidney apenas acompanhou como engenheiro observador o Projeto do Plano Diretor, mais uma informação mutilar por parte do personagem que lhe muniu destes dados.

Quanto à afirmação:

“ ... Assim, todas as nomeações, licitações, compras, pagamentos e qualquer outro ato da prefeitura e do ‘prefeito’ Tonho Fernandes são controlados por Zé Nilton através do doutor Fausto Leite. Ou, se alguém discorda, que prove o contrário...”

O comentário que Vossa Senhoria fez acima não é verdadeiro, pois não controlamos o prefeito Antônio Fernandes de Santana, pois ele é o chefe do executivo. Nossa meta é assessorá-lo de forma que ele não venha a cometer os erros das administrações passadas que contumazmente são publicadas pela imprensa local e nacional.

Por outro lado, respeito os comentários de Vossa Senhoria, principalmente pelo fato de ser colega de profissão e tê-lo como amigo, pois sei de Vossa estima com minha pessoa. Todavia, jamais poderia me furtar em explicar os fatos ora expostos até porque me faltou o direito básico do contraditório, onde o jornalista deve ouvir as duas partes. Compreendo que indignação, mas não permito que a minha imagem das pessoas citadas em seu texto sejam colocadas à público sem o contraditório.

As informações que chegaram ao seu conhecimento são frutos de posições duras e respeitosas ao erário tomadas pelo prefeito Antônio Fernandes Santana que não comunga com a forma como o município de Pirambu era administrado. Existe no direto um ditado que todo anonimato é covarde. Por isso, em respeito à Vossa Senhoria é que venho a público contradizer os fatos publicados, inclusive respeito o direito de proteção à fonte, mas já o alertando que, no mínimo, tratam-se de pessoas que não têm condição de fazer parte da novo tempo de administração do sofrido município de Pirambu.

Atenciosamente,

Fausto Leite

Colônia de Pescadores devolve dinheiro a Prefeitura de Pirambu


Dinheiro estava depositado em conta e nunca foi utilizado pela entidade
Por Claudomir Tavares
claudomir@infonet.com.br

Há exatos oito dias atrás, publicamos neste espaço matéria transcrita do Site do Ministério Público Estadual (publicada naquele portal em 05/05/2008) dando conta de um Inquérito Civil instaurado pelo promotor de Justiça de Japaratuba, Dr. Nilzir Soares Vieira Júnior, para apurar representação formalizada pelo Interventor do Município de Pirambu. Moacir Joaquim Santana Júnior.

Segundo consta, o ex-prefeito de Pirambu, Juarez Batista, teria repassado, na sua gestão, verbas no montante de R$ 88 mil para a Colônia de Pescadores Z-5 sem cobertura de convênio ou contrato. Deste valor, R$ 24.979,56 já teriam sido gastos sem a devida prestação de contas.O Promotor de Justiça alega, para a instauração do Inquérito Civil, que cabe ao MP promover a defesa do Patrimônio Público, bem como defender os direitos difusos e coletivos. Considera, ainda, que a Administração Pública, por imperativo constitucional, deve obedecer aos princípios da legalidade, impessoalidade.

Na manhã de ontem, 14/05, fomos procurados pelo presidente da Colônia de Pescadores, Miguel Porto Pires, o Dimas, informando que a entidade protocolou desde a última segunda-feira, através de Cheque Nominal na Agência 059 do Banese na cidade de Pirambu, devolução de R$ 62.127,27 (sessenta e dois mil, cento e vinte e sete reais e vinte sete centavos).

De acordo com ele, era este o valor recebido pela Colônia de Pescadores Z - 5 que dirige desde 2005, depositado na conta corrente da entidade desde a administração do prefeito afastado Juarez Batista. “nunca pomos a mão neste dinheiro”, disse.

O líder sindical disse que procurou o secretário municipal de pesca, Josué Morais de Souza (Irmão Josué) para pleitear junto ao R$ 5 mil reais daquele valor, para efetuar a reforma do Entreposto de Pesca, em avançado grau de deteriorização, mas ouviu dele a negativa, que alegou não ser possível a utilização daquele recurso para tal fim. “Enquanto isso temos 180 famílias ameaçadas de ficar sem trabalho com a possibilidade de interdição daquele posto de trabalho”, lamentou.

Na opinião de Miguel Porto Pires, “como é que a prefeitura tem recursos para locar cinco veículos (entre eles um veículo tipo Vectra placa policial IAB 0725, estacionado na manhã de ontem na garagem vizinha a Colônia de Pescadores, e que serve exclusivamente ao prefeito Antônio Santana e mais quatro carros populares, tipo Gol), numa média de R$ 10 mil reais por mês e não dispõe de recursos para investir na manutenção de emprego na cidade, indignou-se.

O presidente da Colônia de Pescadores disse estar a disposição do Ministério Público para prestar estes e quaisquer esclarecimentos e que sua gestão tem sido marcada pela mais completa transparência, como fez questão de demonstrar através de farta documentação.

TODAS AS NOTÍCIAS