27 de abr de 2008

Folclore de Pirambu e Japaratuba recebe prêmio de culturas populares


Dos 16 projetos de Sergipe selecionados, quatro são de Japaratuba e dois de Pirambu, numa prova inequívoca da cultura popular em nossa região

O Reisado do Maribondo e o Ilariô de Pirambu tiveram seu projetos contemplados com o Prêmio de Culturas Populares, do Ministério da Cultura. Cada projeto recebeu a quantia de R$ 10.000,00 (dez mil reais), e os grupos ou eventos populares terão até o dia 31 de maio de 2008 para investir este recurso na manutenção e em projetos culturais, prestando suas respectivas contas ao Minc.

Em Sergipe foram contemplados 16 projetos, sendo quatro deles de Japaratuba e dois de Pirambu. Em Japaratuba foram contemplados o Acompanhamento de São Benedito, o Reisado de Nêgo (sede do município), o São João na Roça e Movimento Reação/Caatingart (povoado São José). Os projetos dos grupos folclóricos de Pirambu foram elaborados pela professora e arte-educadora Jucileide Tavares da Silva Correia, delegada de Pirambu na I Conferência Nacional de Cultura.

Investimento

Segundo o professor Luciano Acciole, responsável pela elaboração de alguns projetos contemplados em Japaratuba, “serão realizadas várias ações, como produção de CD e DVD, banner’s, faixas, homenagens: seu Augustinho (Acompanhamento São Benedito), seu Nego (Reisado) e duas mulheres: Marilene Moura e Vilma (São João na Roça)”, disse.

Eventos

“Serão realizadas duas festas culturais, uma em São José e uma outra em Japaratuba para divulgação do Projeto de Culturas Populares. Serão convidados os grupos Ilariô de Pirambu e o Reisado do Maribondo para estas atividades”, completou.

Valores reconhecidos

De acordo com a professora Jucileide Tavares, este prêmio veio numa boa hora e terão uma destinação voltada para o fortalecimento destes grupos, sempre relegados a segundo ou terceiro planos pelo poder público, mas que agora tiveram seus valores reconhecidos pelo principal órgão de cultura do país”, comemorou. A mestre do Ilariô de Pirambu, doma Maria dos Santos Sales (Nazilde) disse que “o Ilariô estava precisando mesmo deste dinheiro,que vai servir para dar seqüência as obras do Barracão Cultural do grupo”, disse a líder do grupo que em tem 13 anos de existência, mas que as raízes vem do início do século passado.

Fonte:
www.tribunadapraia.com – Em: 10/03/2008

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS