29 de abr de 2008

Seu Andrade: Patrimônio do povo de Pirambu


A trajetória de João da Silva (Andrade) se confunde com a História Política de Pirambu. Seu exemplo deve ser seguido por aqueles que sonham com uma sociedade mais justa, igualitária, sem exploradores e explorados
Por Claudomir Tavares *
claudomir@infonet.com.br

O dia 12 de abril ficará registrado na História de Pirambu como aquele que João da Silva (Andrade) deu seus últimos passos como simples mortal. A partir desta data ele está imortalizado na trajetória deste município, que teve ele como um dos seus primeiros e principais personagens políticos.

A notícia de sua passagem pegou a todos de surpresa. Não pudemos prestar nossa última homenagem estando presente em seu velório e funeral,por estarmos distantes de Pirambu. Mas Seu Andrade é um dos personagens cujas homenagens devem ser uma constante pelos seus ‘conterrâneos’ pirambuenses.

Uma vida...

Natural do povoado Boa Fé, em Santo Amaro das Brotas, João da Silva era casado com Dona Diva da Silva e pai de Vanderley (Vandeco), Elizabeth (Leda), Ivânia (Vanda) e Maria de Lourdes (Dilu), que lhes deram netos e até bisnetos.

Ainda jovem mudou-se para o então povoado de Pirambu, onde viria a ser presidente da Colônia de Pescadores, dando suas primeiras pegadas na política local.

... uma História

Aqui em Pirambu acreditou no comércio, montou uma mercearia e padaria, sendo um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento sócio-econômico do então povoado de Japaratuba. Quando o município de Pirambu alcançou sua emancipação política em 23 de novembro de 1963, Seu Andrade que estava filiado a UDN como única opção de ocupação de espaços (foi assim que João de Seixas Dória chegou ao governo de Sergipe) elegeu-se entre os primeiros vereadores que tinham a incumbência de elaborar os primeiros instrumentos legais que iriam nortear a vida política-administrativa do novo município. O município de Pirambu foi instalado oficialmente em 08 de agosto de 1965 e os primeiros prefeito, vice-prefeito e vereadores tomaram posse em 28 de agosto do mesmo ano. O mandato terminaria no ano seguinte, com a posse dos novos eleitos.

Já filiado ao MDB, do qual foi um de seus fundadores em Pirambu, Andrade voltaria a ocupar a Câmara Municipal de Pirambu no período de 1977 a 1983. A partir daí, achou que poderia alçar vôos mais altos e decidiu disputar a prefeitura nas eleições gerais de 1982. Num processo em que o voto era vinculado, não obteve êxito, afastando-se definitivamente das disputas eleitorais.

Nos rastros do pai

Seguindo os ensinamentos do pai, que lhes deu inesquecíveis aulas de cidadania, seus filhos tiveram e têm uma intensa presença na vida política pirambuense. Maria de Lourdes Pereira da Silva (Dilu) reuniu a juventude e fundou em 1985 a União da Juventude Socialista em nossa cidade, sendo sua primeira coordenadora municipal. Valderley Pereira da Silva elegeu-se presidente da Colônia de Pescadores em 1987. Ivânia Pereira da Silva (Vanda) elegeu-se a a primeira mulher vereadora da História de Pirambu em 1988. Todos eles foram os arquitetos da fundação do Partido Comunista do Brasil (PC do B) em 1987, atualmente presidido por Alexandre Espinheira, amigo da família.

A despedida

As últimas homenagens a João da Silva (Andrade) aconteceram no último domingo, 13 de abril, quando centenas de amigos (o grande patrimônio construído por seu Andrade em toda sua vida), familiares, lideranças políticas, lhes conduziram ao cemitério do povoado Curral do Meio, em Santo Amaro das Brotas. Aqui na Tribuna da Praia elas estão apenas começando.

Fonte: http://www.tribunadapraia.com/ - Em: 16/04/2008

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS