13 de mai de 2011

ECOS POLÍTICOS! “Santo de casa” não faz milagre na Barra dos Coqueiros

As últimas experiências administrativas no município vizinho de Barra dos Coqueiros, tem nos revelado que estas em contribuído para o desenvolvimento da cidade tem se dado como rabo de cavalo (prá baixo). As últimas obras estruturantes de iniciativa do poder público municipal deram-se na época do ex-prefeito Ivan Gomes, ainda nos idos dos anos 60 do século passado. De lá para cá a sociedade barracoqueirense assistiu passivamente as administrações de prefeitos como José Mota Macedo (MDB), Nataniel Mendes Moura (PDS/PFL), Alberto Macedo (PMDB), Gilson dos Anjos (PSDB/DEM) e Airton Martins (PT).

Apesar de conscientes das limitações destes administradores, o eleitorado da Ilha de Santa Luzia tem agido de forma passional e apaixonado como tem sido mostrado historicamente, tem escolhido lado, desde dos célebres embates do MDB (Zé Mota) X ARENA (Zé Mota), não tem se aberto para a renovação no sentido da concepção de gestão, de promoção do desenvolvimento que promova a melhoria dos indicadores sociais da antiga Ilha dos Coqueiros, terra do cacique Capuã. Os santo de casa que tentaram oferecer uma possibilidade ascendente, foram flagrorosamente derrotados, como Alcivan Menezes (PMDB).

A tentativa de retorno de um partido progressista ao comando administrativo da Barra (o MDB o era), agora com o PT, revelou em Airton Martins, ex-vereador com vários mandatos, uma tragédia que não deve ser reconduzida, sob pena do retrocesso. Assim, em seu próprio partido há os que ensaem uma via alternativa através do vereador Cláudio Barreto, o Caducha, mas esta não vingará, pois quem manda no PT na Barra e nas demais cidades de Sergipe é o cacique, digo governador Marcelo Déda “ET caterva”. Resta aos petistas ir de Airton (arg...) ou procurar um novo rumo. “PT, ame-o ou deixe-o”, plagiando a frase do regime de exceção.

Nas astes da situação, a situação do prefeito Gilson dos Anjos (DEM), não é confortável, considerando que na eleição passada este apoiou candidatos a deputado estadual (Suzana Azevedo), federal (André Moura), senadores (Eduardo Amorim e Albano Franco) da base do governo e fez corpo-mole na campanha do candidato ao governo João Alves Filho. Coube ao ex-vereador Valdomiro Tavares Bispo, o Bode (DEM), a coordenação da campanha do Democratas na Barra dos Coqueiros. Será que Gilson teria legenda para disputar a reeleição?

Cabe aí uma pergunta: qual será esta terceira via ou via alternativa que rompesse com o passado e presente que tem se revelado inábeis, inapetentes e desafeto da melhoria dos indicadores sociais na Ilha, a exemplo do IDH que reflete o resultado das administrações de Airton Martins (PT) e Gilson dos Anjos (DEM). Informações nos dão conta de que setores insatisfeitos com esta falsa polarização, que na prática são faces de uma mesma moeda estão se articulando. Mas estas não informaremos nem sobre torturas na modalidade cócegas.

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS