17 de abr de 2011

Maribondo paga a conta em Pirambu

Povoado está abandonado pela administração municipal

O prefeito José Nilton (PMDB) caminha a passos largos para se tornar não apenas a maior tragédia administrativa da história de Pirambu, mas resguardada as devidas proporções, uma das maiores de Sergipe. Durante dois anos demos uma espécie de trégua ao prefeito, que alegava falta de recursos, pagamento de dívidas, precatórios e depositário de uma herança maldita das administrações que lhes antecederam.

O atual discurso de parcos recursos, de pagamento de dívidas já não se justifica, uma vez que o gestor teve metade de seu mandato que será encerrado exatamente em 31 de dezembro de 2012, para provar que iria cuidar de cada centavo do povo de Pirambu, que reverteria todos os recursos em benefícios para a população e que poderia contrariar um aliado, mas jamais o povo de Pirambu.

A sociedade de Pirambu se impacienta e, de dependesse da maioria do nosso povo, o mandato do prefeito seria abreviado, com uma honrosa renúncia do Dr. Nilton. Nós somos do bom senso de que cabe ao prefeito dar provas de que começará a administrar ainda este ano, não deixando para 2012, o que caracterizaria colocar a administração a serviço de sua reeleição, experiência que não queremos testemunhar, pois nosso município não suportaria – nem acreditamos (e torcemos) que ele o fará.

Esse portal cedeu (e continuará fazendo) generosos espaços a administração municipal, pois entendemos que a Tribuna da Praia uma conquista histórica do povo de Sergipe e em particular da cidade que está sediada. Mas a partir de hoje, iniciamos a publicação de um elenco de artigos, textos, documentários, matérias em que vamos expor a situação de desprezo, abandono, esquecimento que tem se acometido sobre Pirambu.

Vamos iniciar pelo povoado Maribondo, distante 15 km da sede do município. Ali a presença do braço da prefeitura tem se dado como um deserto, diante da omissão do poder público em cumprir seu papel constitucional: estrada abandonada, posto de saúde sem condições de funcionar, escola sem receber qualquer intervenção em sua estrutura física, serviço de coleta de resíduos sólidos ineficiente, e todas as reticências necessárias para enumerar.

Tem sido o vereador José Raimundo Silva Almeida (DEM), hoje a única voz de oposição ao prefeito na Câmara Municipal, a levantar os problemas e cobrar soluções para aquele povoado, que tem dado provas de resistência, mas que não é visto com a devida importância, no que tem aberto precedentes para o êxodo de sua população para outras comunidades. “O povoado Maribondo foi esquecido por esta administração, que não tem se empenhado em provar que trata gente em primeiro lugar”, desabafa o vereador que reside naquela comunidade.

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS