19 de nov de 2009

Claudomir encerra mandato no CBHJ

Ambientalista irá reestruturar ONG SOS Rio Japaratuba

Membro do Comitê da Bacia Hidrográfica e seu presidente desde 15 de outubro de 2008, o professor Claudomir Tavares encerra seu mandato a frente do Parlamento das Águas no dia 17 de Dezembro de 2009, quando serão empossados os novos membros e eleita nova diretoria (Presidente e Secretário Geral), além do município que sediará a Secretaria Executiva do comitê nos próximos anos. Lançado candidato a reeleição pelo presidente da Associação de Jovens e Adultos do Povoado Porteiras, Silvestre Ferreira, Claudomir Tavares, que de imediato aceitou a indicação, recuou e informa que só será candidato num amplo entendimento dos membros do CBHJ. “Pessoalmente não advogo a tese da reeleição e por isso, só aceitarei ser candidato se for o entendimento do conjunto, até porque eu fui eleito Secretário Geral em 13 de Junho de 2007 e estou Presidente desde 15 de Outubro de 2008”, informou.

“Inicialmente defendi o nome de Gilberto Santana (Nossa Senhora das Dores) para presidir o CBHJ, mas este alega dificuldades. O outro candidato, o senhor Lucival Vieira de Moura, que nos parece teria o apoio dos demais pares, lançado por ocasião da Plenária Eleitoral realizada em Capela, dia 04 de Novembro, pela sua condição de Presidente da Comissão Eleitoral, não poderá concorrer a Diretoria do Comitê, conforme deliberação da última Reunião Plenária realizada em 26 de Agosto de 2009”, completou. Neste sentido, “iremos propor o nome da professora Rosa Cecília, representante da Associação Ecológica de Capela, para presidir o Comitê, que tem uma larga trajetória em defesa do Rio Japaratuba, sendo uma estudiosa das questões ambientais, graduada em Biologia pela UFS, tendo especializado-se em Gestão Ambiental pela FANESE, estando nos caminho do Mestrado em Meio Ambiente pelo Prodema/UFS.

Claudomir fará parte do comitê apenas como membro, indicado na manhã de ontem pela Colônia de Pescadores, instituição que fora reeleita para permanecer integrando o CBHJ, no seguimento Usuários de Água. Assim, disse ele, “teremos mais tempo de reorganizar a ONG SOS Rio Japaratuba, entidade que é o resultado da Sociedade de Cultura e Arte de Pirambu (SCAP), fundada em 08 de Agosto de 1998, transformada em Comitê Popular do Rio Japaratuba no dia 15 de abril de 2005, passando a chamar-se Sociedade Sócio-Ambiental Vale do Japaratuba (SOS Rio Japaratuba) em 28 de Julho de 2006, que unificou-se com a Sociedade Ambientalista do Vale do Japaratuba (SALVAJ) depois de duas reuniões, realizadas em 03 de fevereiro de 2007 em Pirambu e 02 de março de 2007 em Japaratuba”, revelou.

A ONG está desativada desde aquela data, carecendo de uma re-construção, a partir de uma Assembléia Geral Extraordinária a realizar-se no início de 2010, em local e data a ser informado posteriormente.

Fonte: www.tribunadapraia.com - Em: 19/11/2009

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS