19 de nov de 2010

Professores de Pirambu e Itabaianinha terminam greve

Reunidos na Assembleia Legislativa de Aracaju enquanto aguardavam o posicionamento da comissão pluripartidária convocada pela Deputada Ana Lúcia/PT, os professores de Pirambu e Itabaianinha discutiam e decidiam os rumos do movimento grevista.


Com o decreto da justiça de ilegalidade da greve e uma resposta não muito propositiva da comissão, a categoria decidiu que voltará ao trabalho, mas a luta continua. Segundo Joilma Silveira, professora de Itabaianinha, o prefeito do município se recusa a negociar e não respeita o magistério. “Ele nunca recuou. Pelo contrário, preferiu agredir os professores com xingamentos”, denuncia.

O SINTESE vai entrar com um pedido de conciliação. Solicitando ao Poder Judiciários que seja convocada uma reunião com prefeitos e categoria para se chegar a um acordo.

Nesta quinta-feira (18), os educadores fizeram vigília na Câmara Municipal de Itabaianinha para cobrar soluções no pagamento do piso salarial. O mesmo aconteceu em Pirambu. “Em Itabaianinha não se paga o piso por conta da lei de responsabilidade fiscal, mas o prefeito não prova que está sendo impedido de pagar. Isso tem de ser questionado”, lembrou a deputada Ana Lúcia. No município de Pirambu a batalha é por um reajuste, pois já foi concluída a negociação do antigo piso (de R$ 950).

“Fizemos um bom debate com a sociedade, agora a luta é para que os direitos sejam garantidos. Tenho clareza de que se houver qualquer processo de cerceamento nós iremos nos manifestar de novo”, avalia o professor Dudu, presidente da Central Única dos Trabalhadores.

Fonte: SINTESE (adaptado)

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS