26 de jun de 2008

O Planeta Terra não vota. Vote por ele!

Muitos dos problemas sócio-ambientais que conhecemos têm origem em legislações e ações do poder público, ou podem ser solucionados por eles. Aristóteles afirmava que a política era a mais nobre atividade de um ser humano por ser a virtude e a prática do bem comum. Infelizmente, a democracia brasileira se afastou muito dessa ‘nobreza’ e cabe a cada um de nós, eleitores, votar melhor e escolher candidatos que estejam comprometidos com o interesse público, e não com os interesses privados. Os maus políticos e os corruptos não caíram de pára-quedas no poder, mas foram colocados lá pelo voto dos que se omitem, por que não ‘querem saber’ de política, ou que trocam o seu voto por uma vantagem pessoal qualquer. Pelo voto também podemos tirá-los do poder trocando-os por pessoas melhores que além de honestas sejam também competentes. Mas, como encontrar um político honesto e competente? Aqui vão algumas dicas.

1. Só vote em quem você conhece. Se não conhece, procure conhecer antes, e não apenas no dia da eleição.

2. Só vote em quem tem idéias iguais ou melhores que as suas. Faça uma relação de perguntas e envie na forma de e-mail ou de carta à coordenação de campanha de seus potenciais candidatos. Na sua mensagem, fale de suas preocupações sócio-ambientais com a cidade ou seu bairro e faça perguntas sobre temas, idéias e problemas específicos que considera relevantes para a decisão do seu voto. Se não houver resposta, é melhor excluir este nome de sua lista de potenciais candidatos ao seu voto. Quem quer manter o distanciamento dos eleitores agora, quando está em campanha, imagine depois de eleito!

3. Convide seus potenciais candidatos para uma reunião em sua casa ou outro local apropriado a fim de debater as questões do interesse da comunidade e da cidade e convide alguns familiares, amigos e vizinhos de sua confiança e relacionamento para ajudarem na sabatina ao candidato, lembrando ao político que isso não significa nenhum compromisso eleitoral nem seu nem de seus convidados. Este contato direto irá mostrar que existem candidatos bons, mas há muitos que são completamente vazios. Só fala bonita. Às vezes, nem isso. Nesses, você não deve votar.

4. Só vote em quem tem força para lutar pelas idéias que tem. Nenhum político, por melhor que seja, faz nada sozinho. O prefeito precisa de maioria na Câmara. Os vereadores precisam de maioria para aprovar seus projetos. Maioria é uma conquista que depende de capacidade de convencimento, articulação e diálogo com quem pensa e tem interesses diferentes dos nossos. Seu candidato deve demonstrar esta habilidade, caso contrário, ficará isolado e pouco poderá fazer, entretanto, deverá demonstrar também seus compromissos éticos, até onde estará disposto a ir para conseguir adesões.

5. Não vote em candidato que só faz propaganda. Ou que faz muita propaganda. Pode estar fazendo qualquer negócio para ganhar a eleição, comprometendo-se com interesses privados que o afastarão depois de eleito do interesse público. Como fazer propaganda custa caro, é importante questionar a origem dos recursos que estão financiando a campanha do candidato.

6. Não vote só pelo partido do candidato. Você pode ter preferência por algum partido, mas não se esqueça de que o mais importante são as idéias e a cabeça do próprio candidato.

7. Seja autêntico. Vote em candidato de oposição, se você achar que as coisas estão erradas e que os que estão hoje no poder não são ou não foram capazes de promover as mudanças necessárias. Vote num candidato da base de apoio ao governo, se você achar que o poder deve continuar nas mesmas mãos. O importante é você votar por sua cabeça e não pela cabeça dos outros.

8. Se o candidato já é vereador não vote nele só pelos projetos que apresentou. Há os que apresentam bons projetos, mas que não sabem ou não se interessam em lutar para tirá-los do papel. Verifique o histórico dos votos e apoios do candidato e compare como votou em votações estratégicas para o meio ambiente de sua cidade, que emendas apresentou ao orçamento. Durante essas votações, seu candidato esteve presente ou ausente, se omitiu ou votou em favor de bons projetos e contra os maus?

Fonte: Portal do Meio Ambiente – Em: 26/06/2008

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS