30 de ago de 2010

Feirinha é atração em Propriá

Espaço de encontro e comercialização de produtos mobiliza tardes de domingo em Propriá

A cidade de Propriá, outrora a segunda economia do estado, perdeu esta condição quando na virada dos anos 60 para 70 do século passado, época em que fora inaugurada a Ponte da Integração Nacional, que ligou os estados de Sergipe e Alagoas. Não obstante o progresso que se promoveu na região, com ganhos substanciais do lado alagoano, a Propriá restou à estagnação econômica, pois a cidade deixou de reunir os grupos de pessoas que aguardavam a travessia da balsa e ferro-boat, inclusive o embarque nos hidroaviões que levavam passageiros para Maceió e Aracaju.

Mas a cidade tem se revelado possuidora de uma capacidade inabalável de reagir e sua feira, que ainda é a maior da região, tem se irradiado em outras ramificações. Além da feira da cidade, que de segunda à sábado, e principalmente neste dia, atrai milhares de pessoas para vender e comprar produtos, pagar suas contas, movimentar o comercio da cidade, há ainda os espaços alternativos, como a Feira de Bordados de Cedro de São João, que acontece nas manhãs de sábado, a Feirinha da Bairro América no domingo pela manhã e a Feirinha de Comidas Típicas, que movimenta a cidade nas tardes de domingo. E é sobre esta que chamamos a atenção no dia de hoje.

Esta feirinha de comidas típicas reúne nas tardes de domingos as famílias de Propriá, que afluem para o local, numa simbiose de lazer e de gosto irrepreensível de provar as iguarias ali comercializadas. São centenas, milhares delas que se confraternizam, provam das iguarias, como bolos, pastéis, sucos, refrigerantes, doces, salgados, todos eles preparados de forma artesanal. A feirinha que tem seu local de origem a Praça João Fernandes de Britto, conhecida como Praça da Estrela, as margens do Rio São Francisco, está momentaneamente localizada na Praça Dom Antônio Cabral, entre o Coreto e o fundo da Catedral Diocesana, devendo retornar para aquele local tão logo sejam concluídas as obras do Projeto Orla que a prefeitura realiza na cidade e que trará resultados positivos para a infraestrutura urbana da cidade.

Aqui fica uma sugestão: considerando o potencial artístico e cultural da cidade, que semanalmente a prefeitura promova um grupo (musical, folclórico, teatral, poético, etc.) que se apresentaria no local, dialogando as várias vertentes culturais com a sociedade, para quem sabe assim, desprostituir-se dos ritmos comerciais que tem infernizado as mentes e corações de nossas novas gerações.

Fonte: TRIBUNA DA PRAIA.net - Em: 30/08/2010

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS