12 de fev de 2011

FIQUE DE OLHO! Paulinho Campos homenageia estudantes de Propriá

Aprovados em Vestibular receberão homenagem de Honra ao Mérito
Por Claudomir Tavares

O vereador Paulinho Campos (PT), presidente da Câmara Municipal de Propriá, apresentará na próxima terça-feira, 15, Projeto em que homenageará os 37 estudantes da rede pública estadual aprovados no Vestibular 2011 da Universidade Federal de Sergipe (UFS). A medida, segundo o parlamentar, deve ser estendida aos estudantes das escolas particulares e que lograram êxito também nos vestibulares das universidades e faculdades particulares.

Segundo Paulinho, “esta será uma forma de homenagear aqueles que alcançaram êxito em 2011, um incentivo para aqueles que submeterão aos vestibulares nos anos próximos anos, fazendo vê a eles que são capazes e podem também chegar lá. O vereador do PT anunciou esta iniciativa na Sessão Ordinária realizada na última quinta-feira, 10 de fevereiro, quando os vereadores reuniram-se para iniciar os trabalhos depois da sessão solene do dia 08.

Na mesma sessão a sociedade propriaense tomou conhecimento na sessão da última quinta-feira do nome do vereador que terá a incumbência de liderar a bancada do prefeito nos próximos dois anos. José Aelson Santos (PDT), que como presidente da casa no período 2009/2010 realizou uma profícua gestão, que lhe credenciou a condição de presidente da Câmara Regional do Baixo São Francisco irá desempenhar esta função.

“Aliado é aliado em qualquer circunstância e devo anunciar que assumo esta responsabilidade com muito orgulho”, descreveu. Aelson, que na presidência da casa fora substituído pelo vereador Paulinho Campos, assumirá a função que nos dois anos anteriores fora exercida por Marcos Oliveira (PV), eleito vice-presidente da Mesa Diretora. Marcos assumiu no final de 2010 uma secretaria municipal e fora substituído pelo vereador Givaldo Santos, o Gica (PV).

Inauguração a prestação

Os vereadores do PTC, Rozélia Maria Bento Fraga e Genival Moreira rechaçaram o anúncio feito na sessão pelo colega Aelson Santos de que o governo do Estado, conforme anunciou o secretário de Saúde Carlos Guimarães em recente visita a Propriá, irá inaugurar o Hospital São Vicente de Paula, por etapas, sendo que neste primeiro momento, fará pelo Pronto Socorro, concluindo todas as etapas até o final do ano.

“Seria melhor não inaugurar, pois ele vai continuar fechado mesmo e os demais serviços sem funcionar”, disse Rozéria, sendo complementada por Geno, que disse “prá que inaugurar se o Hospital só vai reabrir por completo no final do ano. Marcelo Déda, Rogério Carvalho, e agora o atual secretário Carlos Guimarães anunciaram a reabertura do hospital por incontáveis vezes e estas sempre falharam... quem sabe agora.

SOS Segurança Pública

A vereadora Joseane Alves da Silva (PP) criticou o que no seu entendimento foi a falta de segurança na Festa do Bom Jesus dos Navegantes, tanto na cidade quanto no local da festa. “Na Rua da Palma foram os próprios moradores que organizaram o trânsito”, testemunhou. O vereador Aelson discordou e mostrou com riqueza de detalhes o esquema de segurança montado na festa, com a integração entre os organismos policiais.

Aqui tem oposição

Acreditando no “ouvi dizer”, a vereadora Lúcia de Vado (DEM) questionou o vereador Jurandy Sandes (PDT) que na sessão anterior e em outras oportunidades teria afirmado que naquela casa não tinha oposição. “Eu e a vereadora Pel somos oposição, e a fazemos de forma responsável, coerente, logo não entendemos o porque do nobre vereador ter afirmado que nessa casa não tem oposição”, disse a vereadora Lúcia.

Surpreso o vereador Jurandy corrigiu a vereadora que havia chegado poucos minutos antes na sessão de que jamais teria dito aquilo e sim de que “nesta casa existe uma harmonia e uma oposição que existe, é atuante mas que com responsabilidade tem cumprido seu papel e não tem medido esforço para aprovar as matérias do executivo que trazem benefícios diretos a população”, corrigiu o líder do PDT.

Declínio de matrícula na rede estadual

A queda de matrícula nas escolas públicas de Sergipe tem sido um fenômeno que segue a tendência nacional. A falta de perspectiva dos eu concluem o Ensino Médio e não conseguem ingressar no Vestibular nem no mercado de trabalho, o declínio da qualidade de ensino, ocasionada pela falta de uma política educacional que direcione para a edificação de uma escola pública de qualidade social.

A falta de compromisso de parte os professores tem contribuído para ampliar este quadro. Aqui em Propriá, o Colégio Estadual Joana de Freitas Barbosa, maior e mais representativa escola pública da rede estadual no Baixo São Francisco tem até o presente momento (situação de 10 de fevereiro) 1402 alunos matriculados, sendo 563 pela manhã, 569 pela tarde e pasmem os senhores, apenas 270 pela noite. Um quadro de declínio para quem já teve 2500 estudantes.

Paradoxalmente, ainda é a escola pública aquela que mais tem alunos matriculados no Ensino Médio (antigo 2º Grau). Segundo o Senso 2010, eram de 67.354 na rede pública estadual contra apenas 13.049 na rede particular, o que justifica a necessidade de otimizar as suas ações e de todos os atores sociais que a integram estabelecer uma reflexão crítica de seu papel. É preciso assumir o ônus e o bônus.

Tradicional escola pública da rede estadual de ensino, o Colégio Dom Antônio Cabral, de nome tão nobre e engrandecedor está abandonado a própria sorte e em função de uma reforma que se quer começou, tem funcionado no CAIC Josias Ferreira Nunes, e seus algozes acenam com a perspectiva de cedê-lo para que ali funcione uma instituição de ensino superior, que em função de sua natureza poderia funcionar em outro local, mediante suas competências.

_______________________________

* A Coluna “Fique de Olho” é postada normalmente as quartas-feiras, mas em função de problemas de saúde pelos quais passa seu titular está sendo postada com certo atraso, o que deve ser regularizada tão logo este seja restabelecido.

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS