5 de fev de 2011

PE ISAÍAS: “Os prefeitos deveriam morar nas cidades”

Religioso condena prática dos prefeitos que administram cidades a partir da capital
O padre Isaías Carmo Nascimento Filho é uma das mais autênticas vozes em defesa do Baixo São Francisco. Líder da Cáritas Diocesana de Propriá, o religioso defende que os prefeitos municipais devam residir nas cidades que administram. “Das cidades que integram a Diocese de Propriá, apenas os prefeitos Frei Enoque (Poço Redondo) e Manoel de Rosinha (Porto da Folha) residem em suas cidades. E também o prefeito de Monte Alegre é visto andando pelas ruas da cidade. Os demais residem na capital e quando vem ao município, recolhem-se em suas propriedades, onde despacham”, testemunha o padre, que não vê com bons olhos a ausência do prefeito de Propriá, Paulo Britto (PT) que em 2010 manteve-se afastado da cidade por 40 dias ininterruptos.

“Em qualquer cidade que os legisladores fossem vigilantes diante desta constatação, isto era motivo para cassação de seu mandato”, comparou um importante aliado do prefeito, indignado no dia da festa de confraternização dos servidores dia 09 de dezembro de 2010. “Uma qualidade que o prefeito de Propriá tem é o fato de ser um homem ético, zeloso com a coisa pública, mas zeloso, e não podemos admitir que um líder de uma comunidade possa comandá-la sem sentir os anseios daqueles que lidera e é exatamente isso que acontece”, deferiu Pe Isaías, que informou ter feito essa reclamação ao irmão do prefeito, Nandinho Britto, em função de não ter encontrado o prefeito na prefeitura por mais de uma oportunidade.

Justiça seja feita, o prefeito Paulo Britto tem enfrentado problemas de saúde e estes têm requisitado parte de seu tempo para exames simples e complexos, atendendo recomendações de seus médicos (que tem insistido diante da teimosia do paciente Paulinho), e a partir daí, submetido aos tratamentos e intervenções cirúrgicas que as situações lhes impõem. Da mesma forma, o prefeito não tem se utilizado de interlocutores para viabilizar os recursos que tem sido dispensado a sua administração: ele mesmo corre atrás e sabendo onde está à fonte, vai lá e mostrando-se habilidoso tem conseguido liberá-los para as obras estruturantes que têm sido efetivadas nestes últimos quatro anos, algumas em andamento e outras por acontecer.

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS