8 de dez de 2009

Situação insustentável de Conceição Vieira

Fosse o governo Déda sério, ético e zeloso, Conceição Vieira já estariam distante das hastes do poder antes de ingressar
Por Claudomir Tavares | claudomir@infonet.com.br

Fosse o governo do senhor Déda Chagas (PT) sério, ético e zeloso, o que está distante de ser, nomes como os dos deputados Rogério Carvalho dos escândalos a frente das secretarias de Saúde de Aracaju e do Estado e agora o de Conceição Vieira, ainda secretária da Inclusão Social, Conceição Vieira já estariam distante, há milhares de quilômetros das hastes do poder. Integrantes do governo Déda, petistas, neo-petistas e aliados que orbitam diante do banquete farto do poder, tem uma dificuldade insuperável de admitir que esta ‘coisa’ que se instalou é a maior tragédia na história política de Sergipe. E é aí que surge os rogérios e conceições da vida.

Segundo a coluna Periscópio (Jornal da Cidade), deste domingo, “não é nada confortável a situação da secretária de Inclusão Social, Conceição vieira, no governo. Chegou ao Palácio dos Despachos uma série de denúncias de uso irregular de cestas básicas contra ela e, o pior; a maioria de aliados políticos (entre os quais o prefeito de Cristinópolis, Padre Raimundo, do PC do B) do governador Marcelo Déda (PT)”. No mesmo texto, mostra um governo refém das traquinagens de Conceição. “Déda, porém, não tem como descartá-la até o final de março do próximo ano, quando terá que voltar à Assembléia para disputar a reeleição. Conceição foi ao interior ontem (sábado, 05) e anteontem (sexta-feira, 04) em busca de defesa (se é que cabe)” conclui o texto.

Já o jornalista Eugênio Nascimento, no mesmo jornal e edição escreve que Conceição Vieira, assim como Rogério Carvalho, avança no voto como uma caçadora. Segundo ele, “ela assumiu a pasta (da Inclusão Social) em substituição à deputada estadual Ana Lúcia Menezes, e desde então começou a colocar em prática o seu projeto de crescimento político e desconstrução da sua companheira de partido”, frisa. “Conceição, que costuma atuar sem muito barulho (um silêncio ensurdecedor), conseguiu desagradar a deputados estaduais, prefeitos, vereadores e cabos eleitorais com a distribuição intensa de cestas de alimentos e a viabilização do Programa ‘Mão Amiga’ (mui amiga), que era um dos orgulhos do governo Déda e que está paralisado desde a quarta-feira passada”, completa Eugênio. Segundo ele, “são comentários como estes que são feitos constantemente pelos aliados e opositores do governador”, acrescenta. “Ela diz, porém, que está sendo alvo de críticas injustas”, conclui ele (tadinha).

Conceição está deixando profissionais como André Moura há quilômetros, pois o ‘modus operandi’ da petista deixa o ex-prefeito e deputado estadual que tenta mudar de casa legislativa equivalente a um aprendiz. Os tentáculos de Conceição chegaram a Pirambu e aqui nesta terra abençoada, parece que ela terá o apoio de fortes lideranças que atualmente estão amparados pelo manto da situação. De olho nela, de olho neles...

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS