24 de fev de 2010

Falta de servidores atrasa início de aulas no Amaral Lemos

O Colégio José Amaral Lemos deixou de iniciar o ano letivo por não ter merendeiras nem auxiliar de serviços gerais

Algumas escolas da rede estadual de ensino não iniciaram o ano letivo por falta de servidores. É o caso do Colégio Estadual 'José Amaral Lemos', na cidade de Pirambu, que oferece ensino fundamental e médio. As aulas deveriam ter iniciado em 08 de fevereiro, depois nesta segunda-feira, 22, e agora, a previsão é 29 de março. A assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Educação (Seed), explicou que somente nesta quarta-feira, 24, serão empossados 418 servidores administrativos concursados, o que deverá minimizar o problema.

O representante da Secretaria de Educação, Givaldo Ricardo Soares informou que as escolas da rede estadual de ensino possuem autonomia para escolher a data para começar as aulas. “A secretaria estabelece uma data e o dia 22 de fevereiro foi uma referência, mas nem todas iniciam o ano no mesmo dia”, diz.

:: Novos servidores

Givaldo Ricardo disse ainda que quando iniciou a gestão Marcelo Déda à frente do Governo de Sergipe o número de funcionários contratados chegava a seis mil. “Agora, o governador encerra o mandato com zero de contratados. Nesta quarta-feira, 24, está marcada uma solenidade para às 9h no auditório Atalaia do Centro de Convenções de Sergipe, com o objetivo de empossar 418 novos servidores”, ressalta.

Ele disse ainda que “estamos em um período de transição, substituindo os contratados pelos servidores efetivos e além desses 418 novos servidores, serão empossados mais 1.500, o que com certeza solucionará o problema da falta de funcionários nas escolas”, esclarece.

Informações obtidas no Amaral Lemos, a informação é de que as aulas ainda não foram iniciadas porque está faltando merendeiras e profissionais de serviço geral. "É profudamente lamentavel a falta de competência do RH da SEED, demitiu todos os contratados e ainda não conseguiu nomear os concursados, esses problemas com certeza só vai aumentar e manchar a imagem do governo e principalmente do professor Lima. Esse RH só rema pro lado errado", indignou-se Waldir Rodrigues (Benzoca), presidente do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público do Estado de Sergipe (SINTRAZE).
___________________________
Com informações de Aldaci de Souza (Infonet) e Claudomir Tavares (Tribuna da Praia)

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS