24 de fev de 2010

PIRAMBU – Desabafo? Sugestão?

Por Idardi (Pseudônimo)

Matéria veiculada no Tribuna da Praia de 21/02/2010 dá conta da ausência do prefeito numa audiência no MP com os salva-vidas e os agentes comunitários de saúde, ambos em greve.

Pois bem, dificilmente o prefeito comparece à prefeitura... vai comparecer numa audiência no MP pra tratar de assunto (pra ele) tão banal? E, na quinta feira, depois do carnaval?...

Mas é esta ausência do prefeito que vem transformando Pirambu no primo pobre do estado de Sergipe, que vive de favores e mais favores:

- tapa-buracos na cidade é feito pelo DER - Estado;
- meio ambiente é feito pelo IBAMA - governo federal;
- na saúde, a clinica, que ainda não funciona, foi feita pelo governo do estado e a ambulância do posto de saúde é emprestada pela prefeitura de Carmópolis;
- A prefeitura não tem código de obras e muito menos de postura. Constroi-se de qualquer maneira e em qualquer lugar, desobedecendo a tudo, menos ao IBAMA, que exige demais de uns e nada de outros.

Se o prefeito está provando a inviabilidade econômico-financeira e administrativa do município (e eu acho que ele tem estes números), a saída honrosa é procurar o MP, fazer esta demonstração, renunciar e pedir um interventor.

O prefeito tem que se conscientizar de que, se o legitimo empregador dele - o povo de Pirambu - não pode demiti-lo, a única saída é sua renuncia. Até porque um interventor terá poderes especiais pra administrar, se é o caso, a ''massa falida''...

O Dr. Nilton está permitindo a mudança do seu conceito de bom empresário e construindo a imagem do pior político, cuja administração é absolutamente inexpressiva, inoperante e indiferente. A inexpressão e a inoperância contrariam a sua condição de empresário, mas a indiferença denota um desvio de conduta, que está mais para o ‘‘pouco se me dá’’ com os resultados, o que agride todos os anseios e expectativas do povo deste município.

A quem possa interessar, não sou político e muito menos de oposição a quem quer que seja. Mas me incomoda ver tudo isto acontecendo e nenhum fato novo em vista.

Para não dizer que só critiquei e não apresentei sugestão, aqui vai uma:
Criar um pequeno CONSELHO ADMINISTRATIVO suprapartidário e estabelecer metas de trabalho por segmento, disponibilizando todas as condições necessárias, inclusive para viabilizar o PLANO DIRETOR, pois, apesar do município não ter 20 mil habitantes, preenche outras condições para tanto.

Não sou nascido aqui, mas gostaria de ver esta cidade com um futuro mais promissor e que sua gente tivesse melhores perspectivas de viver com qualidade.
_________________________
* O emitente deste texto prefere identificar-se com um pseudônimo, sendo preservado sua identidade em nosso banco de dados.

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS