18 de jul de 2010

Amaral Lemos supera metas do IDEB para Sergipe

Escola tem alcançado relevantes índices em todas as áreas na gestão da professora Tereza Cariri
Por Claudomir Tavares * | claudomir@tribunadapraia.net


O Colégio Estadual José Amaral Lemos, no ano em que celebra seus 40 anos, alcança relevantes resultados em todas as áreas (pedagógicas, sócio-culturais, esportivas, gestão participativa e nas relações interpessoais – professores, alunos, funcionários, corpo diretivo e pais de alunos). Isso só é possível graças a mão firme de sua diretora, a professora Tereza Neuma Muniz Cariri, que despreocupada se isso tem desagrado setores dentro e fora da escola, comemora e repassa os loros da vitória com toda comunidade escolar.

A escola é referência em esportes, tendo obtido em 2009 a primeira colocação nos Jogos da Primavera e excelentes resultados nas Olimpíadas Escolares Brasileiras. Também no campo cultural, tem contribuído decisivamente para que a cultura popular em nossa cidade não fique adormecida e a escola é um elo imprescindível neste particular. Beneficiada pela política de quotas e no empenho de seu qualificado quadro de professores, obteve uma aprovação consagradora no Vestibular da Universidade Federal de Sergipe, em vários cursos, incluindo vários alunos e ex-alunos em um curso superior.

A empatia entre a instituição, seus alunos, professores e ex-integrantes do quadro funcional, docente e estudantil é tamanha, que muitos retornam para retribuir as vitórias nas suas vidas pessoais e profissionais. A gestão participativa, muitas vezes incompreendida pela ‘mão-de-ferro’, necessária em escolas públicas, e que esta não se confunda com autoritarismo, proporcionou a instituição que fosse uma das oito escolhidas para a etapa final do Prêmio Gestão e nesta semana estará recebendo uma equipe da SEED para testemunhar in-locu os resultados do projeto pedagógico daquela instituição.

Quando se acreditava que estes resultados já eram por si só alentadores, não é que a instituição surpreende, de forma positiva, ao obter uma das melhores médias entre as escolas de Sergipe no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica), 2009, verificado através da Prova Brasil aplicada pelo INEP - Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, do Ministério da Educação? A escola que é considera o ‘berço cultural de Pirambu’ está entre as mais bem avaliadas de Sergipe. Um orgulho que deve ser estendido a todos os atores sociais que a constroem.

Em Sergipe os índices observados foram 3,0/2005, 3,4/2007 e 3,8/2009 para as 4ª Séries ou 5º Anos, superando as metas projetadas que eram de 3,1/2007 e 3,4/2009. Sergipe alcançou a meta prevista para 2011 já em 2009. Mas comparando-se aos índices observados no Brasil, que foi de 4,9/2009, Sergipe está abaixo da média nacional. O Amaral Lemos, ainda que não tenha superado a média nacional, está a frente da média estadual, uma vez que obteve 4,0/2007 e 4,5/2009, acima de sua meta projetada que era de 4,2. Para 2011, a meta a ser alcançada é de 4,6, algo que deverá ser atingido sem maiores dificuldades.

Com relação aos resultados e metas do IDEB para as 8ª Séries ou 9º Anos, Sergipe mais uma vez ficou abaixo da média nacional, que foi de 3,8/2009. Nosso Estado alcançou 3,0/2005, 3,1/2007 e 3,2/2009, estando projetado 3,5 para 2011. O brioso Amaral Lemos obteve 3,5/2005, 3,1/2007 (reflexo da crise que se abateu em Pirambu, que golpeou a educação e que não poupou a rede estadual) e 3,7/2009, numa prova de recuperação espetacular. O Amaral alcançou exatamente a meta projetada para 2009, devendo chegar aos 3,9, também sem dificuldades em 2011.

Do ponto de vista da educação nacional, que segundo o professor Cristovam Buarque, está em 85ª posição no ranking mundial – o brasileiro, segundo ele, “fica triste que a seleção brasileira tenha ficado entre os oito no mundial da África do Sul, mas não fica triste com a colocação do Brasil no campeonato mundial de educação”, compara – não se pode comemorar os resultados, que coloca a maior média nacional de 6,4 alcançada pela rede privada nos anos iniciais do ensino fundamental em 2009, com metas projetadas para 7,0 apenas em 2021, daqui a 11 anos.

Mas se considerarmos os esforços que tem sido feitos pelos que fazem o Amaral Lemos, que está distante de ser a escola dos nossos sonhos, mas que caminha para fazer seu próprio sonho, como nos ensina John Lennon, são vitórias diante de uma conjuntura adversa e que não pode (nem deve) passar despercebida diante dos olhos vigilantes de todos. São números que mostram a estabilidade que permeia a atual política educacional construída naquela instituição que desde 11 de março de 2010 comemora seus 40 anos e que no desfile da independência que será realizado em setembro levará para as ruas de Pirambu os sucessivos resultados dignificantes.

Em nosso nome, e em nome de todos que fazem este portal, cuja História tem início ali com “O Clarim” (23/08/1983), embrião da Tribuna da Praia, parabenizamos a todos que integram esta família indissolúvel que é o Amaral Lemos, um presente que não é apenas para a escola, mas para as gerações que passaram, estão por lá e que passarão de forma memorável e que nós, vestido de toda humildade que nos é peculiar, temos consciência de ter contribuído para este sucesso.

Vivas para o Amaral Lemos!
Parabéns a direção, professores, funcionários, estudantes e pais de alunos!
_________________________
* Ex-estudante (1981/84) e ex-professor do Amaral Lemos (1988/2002 – 2007/2008) e Diretor-Fundador da Tribuna da Praia.net

Um comentário:

Rui Amaral Jr disse...

Caro Claudomir, parabens pelo blog, gostariamos de conhecer um pouco mais da origem de nossa familia em Sergipe. Nosso avô paterno Francisco Amaral Lemos é nascido em Sergipe e mudou nôvo para Santos SP. Mais um pouco de nossa familia vc pode ver em www.cestasdenatalamaral.blogspot.com.

Um abraço

Maria Aparecida e Rui Amaral Lemos

TODAS AS NOTÍCIAS