9 de jul de 2010

Atalainha imprópria para banho

Naquele local é despejado o esgoto proveniente da cidade de Pirambu

Toda a margem do rio Japaratuba, na cidade de Pirambu, no trecho denominado Atalainha (Rua Propriá e Avenida Beira Mar) está comprometido e impróprio para banho. É que com o aumento da população que cresceu de forma vertiginosa desde os anos 80, nenhuma infra-estrutura de tratamento dos efluentes que são despejados in-natura fora construída, inclusive no período de abril de 2002 a abril de 2007, quando entrou nos cofres públicos algo em torno de R$ 62 milhões, conforme dados da Agência Nacional do Petróleo, provenientes dos royalties em função da exploração da atividade petrolífera em nosso município.

O que se vê naquele local, conforme dá para visualizar na foto que ilustra esta matéria, e classificada pela Adema (Administração Estadual do Meio Ambiente) como área imprópria para banho, são esgotos derramando/despejando os efluentes e estes correndo por um canal disposto loco a frente da balaustrada da Orla (atual nome dado ao que insistimos em chamar Atalainha), despejando em seguida no Rio Japaratuba, já próximo da Bar da Amendoeira, onde inicia-se a Rua Propriá).

Mergulhada em dívidas provenientes de administrações anteriores e com os cofres sendo abastecido de forma limitada, a atual administração não tem meios para promover uma solução para aquele problema, da mesma forma que não tem se empenhado no sentido de viabilizar projetos que possam, a prazos fixados numa agenda de médio e longo prazo, projetar uma solução para o problema, constituindo-se numa agressão não só ao meio ambiente, como ao turismo em nossa cidade que tem aquela área como um cartão postal, ainda que desnudado.

Falta, pois, a municípios como Pirambu e outros como Japaratuba, Barra dos Coqueiros e Pacatuba, além de uma secretaria municipal de Meio Ambiente, principalmente, uma política ambiental e de tratamento de resíduos sólidos e de efluentes líquidos, como os que tem provocado agressões crescentes ao Rio Japaratuba. Tai uma sugestão a administração do prefeito José Nilton de Souza (PMDB), quando esta completa 18 meses de um total de 48, restando ainda 30 que podem ser melhor aproveitados.

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS