9 de jul de 2010

Estrada real é bloqueada em Pirambu

Problema é de domínio público e conflito vai parar na Justiça

Localizada na região da Fresca, próximo ao povoado Bebedouro, a estrada da Matinha sempre foi um caminho que conduzia proprietários rurais e pescadores as suas propriedades e estes outros ao local onde desenvolvem a atividade pesqueira, localizados próximo a Pedra, no Vale do Japaratuba. Ocorre que há mais de 20 anos o senhor Carlos Barreto Barbosa, proprietário da Fazenda Pedras e seu entorno resolveu através de cancela, bloquear a passagem destes segmentos que precisam utilizar-se daquela estrada real.

Na mesma região, a Petrobrás está presente há mais de 30 anos, possuindo vários poços de petróleo, constituindo-se na maior área petrolífera terrestre do município de Pirambu. Além da cancela, a Petrobrás instalou seu próprio portal (foto), por onde passam seus veículos para retirar o petróleo, levando ao local de armazenamento, no Campo Petrolífero de Carmópolis (na divisa dos municípios de Carmópolis e Japaratuba) ou no Tecarmo, localizado na capital, Aracaju.

Preocupados com o comprometimento da atividade, pescadores e proprietários de terras tem se mobilizado no sentido de garantir via Ministério Público uma garantir para continuar exercendo o direito de ir e vir, com a substituição da cancela localizada ao lado do portão da companhia de petróleo, por uma passagem conhecida como mata-burro. Este tipo de passagem está presente em outras propriedades que assim como as pertencentes ao senhor Carlos Barbosa, também há criação de rebanhos, como gado e ovelhas.

Em uma das audiências, realizadas no Fórum de Japaratuba, o fazendeiro se comprometeu em fazer cópias das chaves dos cadeados ali colocados, de forma que todos pudessem utilizar livremente da passagem. Esta proposta foi rejeitada pelos representantes dos pescadores e dos proprietários localizadas abaixo, além das terras do senhor Carlos, uma vez que esta não atendia ao pleito de centenas de pescadores e de vários proprietários de sítios e fazendas daquela região.

Com o impasse, para se chegar a sítios como do vereador Edgar dos Santos, ali bem próximo da rodovia estadual que liga São José a Pirambu, terá que percorrer 12 quilômetros, ao invés de menos de menos de um que poderia ser feito, se a fosse devolvido a condição de via real a Estrada da Matinha. Aguarda-se para os próximos dias uma posição do Ministério Público, que já reúne nos autos do processo, dezenas de depoimentos, documentos de órgãos governamentais, matérias veiculadas em sites, jornais, tv’s e outros veículos de comunicação.

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS