7 de jul de 2010

Candidatura de Anderson redefine Geografia política

Partido Verde tem chances reais de eleger dois deputados estaduais
Por Antônio Madeira


O Partido Verde poderá sair desta eleição estadual como o grande vencedor na disputa por cadeiras na Assembléia Legislativa de Sergipe. Isso mesmo, cadeiras no plural, pelas chances reais de eleger dois deputados estaduais, a partir da confirmação da candidatura do professor Anderson Góes, que na tarde de ontem, 04, deu entrada em sua documentação junto a Comissão de Organização do seu partido, que confirmou na última sexta-feira, 02, segundo noticiou toda a imprensa sergipana, aliança eleitoral com o PSDB do deputado federal Albano Franco, que disputa o senado federal, seguindo recomendação do presidente nacional da sigla, o vereador por São Paulo, José Luiz de França Penna, que definiu através de reunião no dia anterior, com o vice-presidente da executiva estadual, engenheiro Reynaldo Nunes de Morais, em que ceifava definitivamente a possibilidade de uma candidatura própria através do médico Ricardo Melo ao governo de Sergipe, contrariando posição majoritária dos verdes no estado.

Na aliança, o PV e o PSDB disputam mandatos de deputados estaduais, federais e o senado federal através de Albano Franco e do publicitário Antônio Leite, ex-secretário de Turismo de Pirambu, na gestão do ex-prefeito Juarez Batista (afastado da prefeitura em 2007 por improbidade administrativa, sendo ele réu confesso no processo que gerou a intervenção do governo de Sergipe no município praiano). Os dois partidos seguem firme no propósito de fazerem as campanhas para seus respectivos candidatos a presidente da república, a senadora Marina Silva (PV/AC) e o ex-governador de São Paulo, José Serra (PSDB). Os dois partidos estão liberados para apoiarem quem quer que seja para o governo do estado.

Na chapa proporcional, ninguém em sã consciência acredita na possibilidade da eleição de um verde ou tucano para a Câmara Federal, posição que deve confirmar sete cadeiras para a coligação que dá sustentação ao governador Marcelo Déda (PT), candidato a reeleição e apenas uma (Mendonça Prado?) a coligação encabeçada pelo ex-governador João Alves Filho, que tenta retornar ao governo para um quarto mandato. Já para a Assembléia Legislativa, as chances, segundo os próprios integrantes da coligação e os que orbitam as análises da política sergipana, são para o vereador Luiz Mitidieri (PSDB), o professor Anderson Góis (PV), a ex-prefeita de Itaporanga D’Ajuda Gracinha Sobral (PSDB) e o vereador de Lagarto, Gustinho Ribeiro (PV), acreditando muitos nesta ordem de votação. Gustinho acredita em obter só na sua cidade 12 mil votos, mas em função da disputa que inclui Gorete Reis (DEM), Luíza Ribeiro (PTdoB) e o polêmico Juquinha Menezes (PT), Gustinho deve oscilar entre os 5 a 8 mil votos, ficando atrás da própria Gracinha que deve reunir somente em Itaporanga 8 mil votos. Somente em Aracaju, o professor Anderson Góis deve obter entre 18 a 25 mil votos, suplantando ao vereador Fábio Mitidieri. Muitos acreditam que Anderson poderá revelar-se em um fenômeno igual ao que se tornou Marcelo Déda (PT) em 1986, ao obter 32 mil votos.

Dependendo da capacidade de arrebatamento de votos dos candidatos, naturalmente que ofuscados pela falta de uma candidatura própria, mas motivados pela viabilidade eleitoral, os dois jovens candidatos verdes ao parlamento estadual podem surpreender e alcançar as duas primeiras colocações na coligação PV/PSDB, aí o feitiço virando contra o feiticeiro, pois a intenção de Albano com esta coligação, num processo que tem o dedo do operador político Marcelo Déda, foi inviabilizar um possível segundo turno que estaria garantido com a candidatura de Ricardo Melo, ancorado pela de Marina Silva, poderia alcançar os 6 a 8% dos votos, além de garantir com os votos de legenda verde, a eleição de seus deputados estaduais, até como forma de envolvê-los em sua fatídica campanha “independente” ao senado federal. Anderson, que deverá ser o mais votado da coligação e Gustinho, hoje o quarto mais cotado, mas que pode reverter a posição indo a segunda, podem assegurar para o PV duas cadeiras na Assembléia Legislativa.

Antes o PV já teve três deputados estaduais, pela ordem Ismael Silva, Gilmar Carvalho, que migraram de outros partidos para assumir numa operação questionável o comando do partido em Sergipe e o também presidente nestas circunstâncias Armando Batalha, eleito em 2006 numa coligação com o PFL de João Alves e que em janeiro de 2007 já estava no PSB, dentro do governo de Marcelo Déda, do PT. Hoje terá a chance de eleger, de uma só vez, dois deputados estaduais, cada um com estilos próprios, que podem redefinir a geografia da política sergipana, atraindo as atenções nesta segunda-feira quando muitas águas ainda estão para rolar sob a ponte da emblemática política da terra de Sílvio Romero e de Fausto Cardoso.

E os apoios ao professor Anderson Góis começam a acontecer, e vem de todas as vertentes, de dentro e fora do partido. Aqui em Pirambu, o produtor rural e indubitavelmente um dos maiores defensores da causa ambiental do Rio Japaratuba Ricardo Almeida, ex-pré-candidato a deputado estadual pelo PV, e que em 2002 obteve uma honrosa votação de quase dois mil votos na disputa para o mesmo mandato, cerrou fileiras com Anderson Góes. Questionado se seguia a tendência de Anderson, o professor Claudomir Tavares, que fora escolhido candidato a vice-governador durante a Convenção Estadual do PV em 30 de Junho, mas que fora rifado do processo eleitoral da forma como toda já sabemos, não confirmou apoio a Anderson Góes. Disse apenas que tem “uma gratidão a Ricardo Almeida, pelo apoio quando candidato em 2008 para a vice-prefeitura de Pirambu, merecendo este toda atenção possível”, e que analisará “com muita responsabilidade um pedido de retribuição do companheiro verde de Pirambu”, declarou. “Tenho dito a Ricardo que, caso ele tivesse decidido ser o candidato do PV a deputado estadual, teria o meu apoio e se este decidir disputar a prefeitura de Pirambu, da mesma forma terá o meu apoio”, acrescentou.

Claudomir Tavares é presidente municipal do PV em Pirambu e secretário estadual de Formação Política e deve anunciar nesta quarta, segundo tem informado através de seu perfil no Twitter (https://twitter.com/claudomir43) que tem definido apenas seu voto para presidente da república na senadora Marina Silva, pois se considera “da mesma matiz ideológica de Marina” e que tem trajetória semelhante (pescador de origem, graduado em História e professor do Ensino Médio da rede estadual de ensino, além de ex-filiado ao PT, seu primeiro partido político antes do PV). Silva disse que anunciará seu apoio “a um dos candidatos a governador, sendo que está descartado apoio ao atual governador Marcelo Déda e ao ex-governador João Alves Filho”, anunciou. Góes informou que em retribuição do previsível apoio do Claudomir Tavares assume o compromisso de apoiá-lo em seu projeto de pré-candidatura a prefeitura de Pirambu em 2012 pois sabe “da força de Claudomir em Pirambu e que seu apoio será de grande importância naquele município”, disse.

Na próxima quarta-feira, “estando recuperado de problemas de saúde que tem enfrentado nestes dias, tenho um encontro com o presidente Carlos Pinna Júnior, quando informarei a posição que tomarei nestas eleições, e colocaremos uma pá de cal na forma traumática como se deu este processo de formação da aliança e do recuo da candidatura própria, em seguida me reunirei com os verdes de Pirambu, quando de forma coletiva, tomaremos a posição que for melhor para o partido aqui em Pirambu”, finalizou Claudomir que nesta segunda-feira interrompe todos os compromissos políticos, inclusive entrevista que daria a duas emissoras de rádio e um portal de notícias em função de sua ida ao médico, deve retornar os contatos quando estiver restabelecido. “Espero que nos próximos dois dias”, prevê. Auto-definido como “um animal político”, Claudomir faz política partidária em Pirambu,mas atua nesta área também em Japaratuba e em Propriá, pelo alcance do portal de notícias que fundou e dirige, a Tribuna da Praia, estando afastado desde a última quarta-feira, em função de sua participação no processo eleitoral de 2010.

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS