12 de jul de 2010

Escola da CNEC agoniza em Cedro de São João

De patrimônio da educação, ao caos que se estabeleceu
Por Antônio Madeira *


Localizada na cidade de Cedro de São João, distante 94 km da capital, Aracaju, a Escola Cenecista São João Batista (ou o que sobrou dela), foi em um passado não muito distante um dos orgulhos da terra da carne do sol, do artesanato em ponto cruz e da bolacha Carlota (produtos que tem levado o nome da cidade do baixo São Francisco aos mais distantes rincões sergipanos e outros estados). Isso mesmo, foi. Pois o que resta da saudosa escola é utilizado como baia para cavalo (foto), local utilizado para defecar, prática de sexo e uso de drogas.

Abandonado pela Companhia Nacional de Escolas Comunitárias (CNEC) desde que este perdeu sua função social, o prédio não tem servido para além dos que informamos acima, e não se tem um projeto de compra daquele empreendimento pelo poder público estadual ou municipal, a partir da desapropriação para fins sociais – educação, saúde, assistência social.

Recentemente uma igreja evangélica tentou adquirir o prédio para que em seu local pudesse realizar suas missões de evangelização, mas o preço pedido pela CNEC foi além das possibilidades da instituição religiosa. Pessoas que estudaram naquela escola lamentam o estado em que a mesma se encontra, a exemplo da professora Cristiane Melo e do vereador Joane (proprietário do cavalo que flagramos no local).

Tentamos um contato com a administração da CNEC em Sergipe, mas até às 18 horas da última sexta-feira, não havíamos obtido êxito em nossa tentativa de estabelecer a versão do contraditório. Ainda iremos fazer no decorrer dos próximos dias para tentar um indicativo do destino daquele prédio que tem inapagável na história da educação de Cedro e de Sergipe um lugar de destaque.
__________________________________
* Antônio Madeira substitui a Claudomir Tavares que está licenciado da Tribuna da Praia desde o final de junho, devendo retornar no início de agosto de 2010

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS