31 de jan de 2010

Procissão fluvial encerra Festa do Bom Jesus dos Navegantes em Propriá

Dezenas de embarcações percorreram o leito do rio São Francisco entre os estados de Sergipe e Alagoas

Dezenas de embarcações, entre catamarã, to-tó-tós, lanchas, barcos, jet-ski’s, entre outras compuseram o conjunto de mais de 50 embarcações na procissão do Bom Jesus dos Navegantes, ocorrida agora há pouco nas águas do Rio São Francisco, e que constitui-se no ponto alto festa religiosa mais aguardada do ano na região. A procissão teve início às 16 horas, saindo da Catedral Diocesana de Propriá, daí, migrando para as embarcações que se concentravam no atracadouro entre o que um dia foram o Mangaba e o Beira Rio, onde está hoje o Mirante do São Francisco.

O cortejo percorreu o rio São Francisco, do ponto que vai de Propriá, passando pelo município de Telha, próximo da Praia da Adutora. Pelo lado de Alagoas, a procissão fluvial aproximou-se da margem da cidade de Porto Real do Colégio, indo até as proximidades do povoado Sampaio, já no município de São Brás. Um dos momentos mais emocionantes e que pelo seu significado marca anualmente a procissão do Bom Jesus, é a saudação através de fogos feito pela comunidade de Porto Real do Colégio. É a maior prova de união entre duas cidades irmãs, de dois estados que são unidos pelo Rio da Integração Nacional.

A festa do Bom Jesus dos Navegantes é singular e plural. Singular pelo fato que encerra o Ciclo Natalino em Sergipe, e plural pelo seu caráter marcadamente particular entre um ano e outro. São renovações de fé, de esperança, de agradecimento ao padroeiro das águas. Do cais, da ponte, as margens dos quatro mastros (Quintino Bocaiúva, Banca do Peixe, Nelson Melo e Poeira), as pessoas se apinham para saudar o cortejo fluvial. Milhares de pessoas que integram o turismo religioso afluíram de cidades alagoanas (Porto Real do Colégio, São Brás, Igreja Nova, Girau do Ponciano, entre outras) e sergipanas (vamos evitar citá-las para não incorrer no pecado de omitir uma delas) para Propriá para a maior manifestação de fé e religiosidade popular do Baixo São Francisco.

Não perca a partir de amanhã a cobertura completa da festa, nos seus aspectos social e religioso, inclusive com mais fotos que serão adicionadas aquelas já disponibilizadas no espaço ‘Festas e Eventos’ que você pode inclusive dá uma ‘ispiadinha’ naquelas já postadas. A festa é realizada em parceria da Prefeitura de Mropriá com a Diocese de Propriá, tendo as parcerias do Governo de Sergipe, do Banese e da distribuidora local da cervejaria Nova Shin.

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS