7 de mai de 2008

Professores resolvem suspender greve iniciada há duas semanas

Os professores da rede pública estadual de ensino de Sergipe decidiram hoje (7) suspender a greve começada há duas semanas.

A decisão foi anunciada pelos dirigentes do Sindicato da categoria, depois de uma reunião com o secretário da Educação, José Fernandes de Lima.
As propostas apresentadas por Lima foram acatadas pelos professores, em assembléia realizada hoje pela manhã. Com isso, os mais de 250 mil alunos voltam às salas de aula a partir desta quinta-feira (8).


Na conversa com Lima ficou definida a ampliação da gratificação de regência de classe de 50% para 60% já a partir do mês de maio de 2008 e de 60% para 70% em maio de 2009, chegando a 80% até maio de 2010, conforme Projeto de Lei a ser encaminhado à Assembléia Legislativa.
Quanto o reajuste linear da revisão salarial, o secretário deixou para que seja anunciado pelo próprio governador Marcelo Deda (PT), o que deve ocorrer nos próximos dias, quando será anunciado o reajuste salarial para todo o funcionalismo público sergipano.


Ficou acertado também que será encaminhado à Assembléia Legislativa Projeto de Lei da Gratificação por Interiorização, garantindo aos professores que trabalham no interior do Estado um percentual de gratificação. “Esses projetos têm como objetivo valorizar o professor que está em sala de aula”, afirmou o secretário.

Outro ponto de destaque é o aumento do escalonamento das classes de vencimento da carreira para atingir 1%. A proposta da Secretaria da Educação contempla ainda a composição de um grupo de trabalho com a participação do Sindicato para estudar a formulação de alternativas de melhoria da estrutura de escalonamento das classes de vencimentos na carreira atual, bem como a correção de distorções eventualmente presentes na folha de pagamento.

A mesa permanente de negociação discutirá formas de evolução dos passivos trabalhistas apresentados pelo Sindicato sendo observadas as restrições da legislação sobre tais casos. Ficou acordado também, que o Projeto de Lei do Programa de Inclusão Digital (Proid), será enviado imediatamente para Assembléia Legislativa.

Fonte: Kátia Santana

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS