6 de mai de 2008

25 anos de luta por moradia - II


Ocupação do Morro de Dona Jarde e desbravamento da Rua do Maruim
Por Claudomir Tavares ¹
claudomir@infonet.com.br


Há 25 anos, a cidade de Pirambu crescia em duas vertentes, estendendo-a nos seus pontos Norte e Sul. Dezenas de pais de família promoveram a ocupação da Rua do Maruim, ligando-a a Rua das Almas.

No início o nome era pejorativo, pois numa região de apicum, haviam muitas tiriricas (cyperus rotundus) e parte de manguezal. Nascia o que hoje chamamos de Rua Raul Batista da Costa, que liga a Rua Mário Trindade Cruz. Como vêem, as duas ruas mudaram de nome, sendo hoje importantes logradouros de nossa cidade.

No outro extremo, um grupo de moradores começou a ocupar timidamente a parte baixa do Sítio de João Vaqueiro e Dona Jarde. Aos poucos a casa que ficava distante do centro da cidade, foi ‘rodeada’ por dezenas de casas, levando a família a mover uma ação de reintegração de posse através do advogado Elias Hora Espinheira.

O processo não andou e no local está atualmente um dos mais povoados bairros de Pirambu, denominado de Loteamento Dona Jarde, em homenagem a matriarca que ainda reside na casa construída nos idos dos anos 50, segundo a neta do casal, professora Acácia Dias da Cruz.

Atualmente a cidade cresce, estendendo seus limites além da Bargada, estando próximo do Catu, nos limites do Terminal Turístico e Projeto Tamar.

¹ Claudomir Tavares da Silva (39) é professor de História, Sociedade e Cultura Sergipana na rede municipal e de Filosofia, História e Cultura Sergipana na rede estadual de ensino na cidade de Pirambu. Fundador da Sociedade Sócio-Ambiental do Vale do Japaratuba (SOS Rio Japaratuba) e Secretário Geral do Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Japaratuba – CBHJ


Fonte: http://www.tribunadapraia.com/ - Em: 03/05/2008

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS