25 de mai de 2008

XXIV Encontro Cultural de Propriá


Encontro acontece concomitamente com a Festa do padroeiro Santo Antônio e o Forró no Comércio, devendo se constituir no maior evento cultural do Baixo São Francisco
Por Claudomir Tavares
claudomir@infonet.com.br

A prefeitura municipal de Propriá irá realizar no período de 08 a 14 de junho, durante as comemorações religiosas em homenagem ao padroeiro da cidade, Santo Antônio, o XXIV Encontro Cultural, transferido de janeiro para esta data, dando assim uma maior dimensão tanto ao encontro quanto a festa religiosa. O anúncio foi feito pelo prefeito Paulo Britto (PT) no programa Jornal da Ilha, levado ao ar neste sábado, das 08h00hs às 09h55hs, numa entrevista concedida ao radialista Eugênio Santana.

Segundo o prefeito, o encontro acontece concomitamente (ao mesmo tempo) com a Festa do Padroeiro e com o Forró no Comércio, festa que em parceria com o CDL local, a prefeitura de Propriá resgatou desde o ano passado, depois de não ser realizado pela administração do ex-prefeito Luciano Nascimento (DEM).

A prefeitura de Propriá está envidando todos os esforços para inserir (ou consolidar) esta (s) festa (s) definitivamente no Calendário Cultural de Sergipe, como aquela que realiza o maior festejo junino do Baixo São Francisco.

Atrações

O prefeito Paulo Britto ainda não confirmou as atrações em sua totalidade, mas adiantou que desfilarão nos palcos do Encontro Cultural, 13 atrações de Propriá, num compromisso com a cultura da cidade, 3 de Aracaju e 2 atrações nacionais. Dentro da programação do XXIV Encontro Cultural de Propriá, ele confirmou as presenças do Quinteto Violado e do Trio Nordestino. O evento terá como tema a discussão em torno dos 60 anos do baião, resgatando assim a identidade da cidade com o seu maior expoente, Luiz Gonzaga, considerado o Rei do Baião. A estrutura do encontro terá a Avenida Augusto Maynard (Rua da Frente) com Praça João Fernandes de Britto (Praça da Estrela), onde acontecerão os shows e o Mirante da Orla Ribeirinha, as atrações culturais vindas de várias cidades e povoados de Sergipe.

Patrocínio do Banese

O radialista Eugênio Santana questionou sobre a indireta dada nele e a outros aliados pelo governador Marcelo Deda, dizendo que o Banese não patrocinaria festas e eventos de prefeituras que retirasse as contas dos seus funcionários da instituição. Paulo Britto foi taxativo, ao dizer que em primeiro lugar esta é uma prerrogativa do prefeito, segundo que não foi ele que inventou o capitalismo e por último, que instituição não vai querer ver sua marca vista por 150 mil pessoas. O prefeito disse que não fará distinção e procurará a Schincariol, a Petrobrás, o Banco do Brasil, o Banese, etc. Segundo ele, a Caixa Econômica ofereceu como contra partida para esta operação legal, legítima, R$ 600 mil reais para investimento na qualidade de vida, como a construção de 150 casas populares e através de consignação, de 50 casas ou apartamentos para os servidores municipais.

É candidato

Na entrevista o prefeito falou de vários outros assuntos, entre eles sobre o momento político, confirmando sua pré-candidatura a prefeitura de Propriá, um direito inalienável de quem é detentor do mandato e busca a reeleição, a mesma que foi assegurada ao ex-prefeito, ex-deputado estadual e atual secretário do trabalho, Renato Brandão, o Renatinho (PMDB). Paulo Britto espera que a ‘tempestade’ se acalme e ele possa ter em seu palanque o ex-prefeito, que em 2010 teria o apoio de todo o grupo para reconduzi-lo a Assembléia Legislativa, devolvendo a Propriá à vaga de deputado, vaga desde a saída de Renato em 1997.

Frase da Semana:

"Insanidade em indivíduos é algo raro - mas em grupos, festas, nações e épocas, ela é uma regra." – Friedrich Nietzsche

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS