6 de set de 2010

Assembléia decide sobre greve dos professores em Pirambu

Em greve desde a última quarta-feira, professores deliberam sobre continuidade do movimento que tem adesão de 90% da categoria e de 100% da sociedade
Por Claudomir Tavares | claudomir@tribunadapraia.net

Em greve desde a última quarta-feira, 01/09, os professores da rede municipal de ensino de Pirambu, realizam nesta segunda-feira, 06/09, uma assembléia para decidir sobre os novos encaminhamentos do movimento que tem a adesão de mais de 90% da categoria e de 100% da sociedade pirambuense.

Os professores reclamam da falta de dialogo com o prefeito, alem de que eles reclamam que as escolas estão em péssimo estado de funcionamento. Outra denuncia feita pelos professores, é de que em uma escola do município, há uma fossa aberta e que transborda diariamente, sem que o município resolva o problema.

Há também a reclamação de que foi realizado uma reunião, onde participou o Ministério Público e ficou acordado que o município atenderia as reivindicações, porem segundo os professores, até o momento não foi resolvido.

As reclamações são várias, desde a falta do pagamento do piso nacional dos professores, (fixado em R$ 1.024,67 para o Professor Nível I em início de carreira, conforme prevê a Lei Federal Nº 11.738/2008, enquanto Pirambu paga apenas R$ 930,00, estando Fora da Lei) até a falta de lâmpadas nas escolas.

assembléia de hoje, que acontece a partir das 10 horas no Clubinho da Tartaruga, irá decidir se a categoria entra em greve por tempo indeterminado, uma vez que a greve iniciada na semana passada previa que a greve seria de apenas três dias, caso as negociações entre os professores e o prefeito Zé Nilton (PMDB) não avançassem.

Nenhum comentário:

TODAS AS NOTÍCIAS